Consultor Jurídico

Artigos

Harmonia com a lei

Não há excesso em prisões da "lava jato" se durarem até oito meses

Comentários de leitores

6 comentários

Bem oportuno...

Palpiteiro da web (Investigador)

Bem oportuno o texto redigido e assinado pelos Procuradores que acabaram elucidando a tematica e refutando as asneiras ditas dolosamente por um certo adEvogado que, entre outras, disse que a prisao cautelar fere o principio da inocencia.

a lei é para todos...

frank_rj (Outro)

e se ao final o acusado for inocente?
neste caso não se discute apenas que a prisão é o último recurso, mas sim a antecipação da pena, sem qualquer previsão de prazo.
bom lembrar que o juiz moro afirmou que as prisões deveriam ser mantidas com o fim de confissão pelos acusados, algo sem precedentes, em diametral oposição à CF.
a defesa de oito meses de prisão soa surreal. a demora da justiça e do próprio mp pode superar esse tempo. transcorridos oito meses, nada impede que defendam a manutenção dos presos, por ex, pelo prazo da pena abstrata. absurdo.
os operadores do direito, seja servidor, juiz, advogados públicos ou privados, procuradores, não devem perder de vista que todo crime deve ser punido, mas o processo jamais poderá se desviar da senda legal. e isso vale para todos, inclusive para os empreiteiros.

Latrocinio

roberto rocha (Advogado Associado a Escritório - Tributária)

Os investigados, indiciados e denunciados praticaram um terrível latrocínio, matando a Petrobras e as demais empresas públicas citadas, roubando não só o dinheiro, mas também a dignidade, a esperança, o alimento, a escola, a creche e o futuro do nosso povo.Estamos na lama. Lá fora somos criticados e humilhados por todos os continentes e povos. LATROCÍNIO GRAVE e a pena deveria ser a prisão perpétua.Quem pensa diferente deve estar tendo qualquer benefício e privilégios cortados e isso não agrada.Podemos trabalhar e ganhar o nosso dinheiro de forma honesta, vale a pena!!!!!

Demorou

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Dezenas de comentários certamente atribuirão ao PERFEITÍSSIMO enquadramento da questão das prisões provisórias, a função exercida pelos doutos signatários da matéria.Falar em prisão,no Brasil, é heresia; se for cautelar é pecado capital; fere os ouvidos e mesmo depois de esgotadas todas as defesas e recursos, ainda assim é preciso "ponderar",com muito critério, a dosimetria das penas, se possível de forma generosa, pois PRISÃO NÃO CORRIGE NINGUÉM. PRISÃO SÓ EMBRUTECE O CIDADÃO; PRISÃO NÃO É O MEIO ADEQUADO PARA A RESSOCIALIZAÇÃO. E qual será então o meio ? Há, sim, a educação do povo. Ora mas na Lava Jato (a guisa de mero exemplo,tal qual ocorreu no Mensalão) seriam os envolvidos iletrados? Incultos? Bolsistas do assistencialismo estatal? De baixo poder aquisitivo? Desconhecedores das leis? Não?Então qual o motivo que os levou a delinquir, na condição de privilegiados, numa sociedade que oprime e obriga os honestos, via de regra, a viverem com um milésimo dos ganhos desses empresários/diretores da estatal/políticos, todos falsários? Seriam eles integrantes do grupo dos socialmente excluídos? Lhes faltaria o mínimo para uma sobrevivência digna? Claro que não! O que leva alguém à criminalidade, além da absoluta e "discutível" miserabilidade? Não é a falta de educação; de oportunidade; de sorte ou coisa que o valha. É A FALTA DE CARÁTER, ALIADA A CERTEZA DA IMPUNIDADE OU DA BENEVOLÊNCIA NA PUNIÇÃO QUE ACABA SENDO COMPENSADA, UM OU DOIS ANOS DEPOIS, COM OS MILHÕES ROUBADOS E A ESPERA PARA SEREM GASTOS COM POMPA E CIRCUNSTÂNCIA, AQUI OU EM QQUER. OUTRO LUGAR DO MUNDO. E só há um meio de impedir esse escárnio: CANA PARA TODOS, POR LONGOS ANOS (o que dentro da nossa realidade, é impensável). Sds.

Delfos

Balboa (Advogado Autônomo)

Por que será que pelo título do texto eu sempre sei a profissão dos autores?

A verdadeira face dos crimes de "colarinho branco"

Flávio Marques (Advogado Autônomo)

Muito sensatas as considerações feitas no artigo. O simples fato de tratar-se de um crime de "colarinho branco" não significa que não haja violência; há, e muita! Sempre defendi que esses crimes são piores do que o homicídio, o latrocínio. Enquanto o homicida, o latrocida praticam o crime contra uma, duas, três pessoas, aqueles que cometem os crimes contra a ordem econômica/tributária, o sistema financeiro atentam contra a nação - entenda-se impostos que serviriam para custear a educação, a saude etc. de todos os brasileiros (e não só do pobres!). Ora, o sujeito que desvia milhares, milhões e, segundo a moda mais recente, bilhões da saude (por exemplo) ocasiona, diretamente, a morte de milhares de brasileiros (pobres, em esmagadora maioria!). Isso é pior do que a ação repugnante de um latrocida, um homicida. Esses desvios que consumem milhares de vida de brasileiros é um verdadeiro crime de genocídio!!! Sendo assim, os crimes de "colarinho branco" só, e somente só, aparentam não serem danosos, ou não serem violentes. Mas uma análise profunda demonstra que são os crimes mais repugnantes e atentatórios contra a vida!!!

Comentar

Comentários encerrados em 10/04/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.