Consultor Jurídico

Quinto constitucional

OAB declara apoio a ministros do TSE em resposta a críticas de Gilmar Mendes

Retornar ao texto

Comentários de leitores

9 comentários

Suspensão dos direitos políticos

Gelson de Oliveira (Servidor)

Se a lei diz que é inelegível os condenados à suspensão dos direitos políticos, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, não interessa saber se o ato de improbidade administrativa foi doloso ou se causou lesão ao patrimônio público ou enriquecimento ilícito. Houve a suspensão dos direitos políticos e isso já basta para tornar o candidato inelegível. Estão tentando inventar subterfúgios para admitir pessoas que não têm a mínima condição moral de estar na política.

Deveriam combater o nepotismo

Bruno Schettini (Funcionário público)

Muito pior é ministro do STF recomendando escolha de filha em listra tríplice. Abominável. Depois como exigir moralidade de um cidadão comum. Esse STF tem sido uma vergonha, e inclui-se o Exmo. Dr. Batman.

OAB

Ariosvaldo Costa Homem (Defensor Público Federal)

Concordo com Marcos Alves Pintar: a OAB há muito deixou de representar os Advogados, zelando pelas suas prerrogativas, a toda hora vilipendiada, para se imiscuir em fofocas forenses. DPF aposentado.

Legado

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

O que diria o ex-ministro Joaquim Barbosa? Seria o seu legado ao contrário!

Piada

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

Qual OAB? Aquela mesmo que foi totalmente a favor da lei de anistia e muitos anos depois resolveu, por pressão, ajuizar uma ADPF no STF contra a lei que eles mesmo tanto apoiaram? Chega a ser ridículo.

Isso ai é puro populismo judicial (tanto a decisão do TSE como a ADPF da OAB), aliás isso ficou muito claro no julgamento. O que se queria fazer é justiçamento, julgar o processo pela capa, deixando em segundo plano o arcabouço normativo e a própria Constituição Federal.

Aliás, de populistas já bastam os políticos, se for pra fazer isso no judiciário também então que botem sociólogos, historiadores e etc... como juízes.

de mal a pior

dinarte bonetti (Bacharel - Tributária)

O min. Gilmar Mendes vai de mal a pior. Tentanto subverter o espírito da Lei da Ficha Limpa, para salvar clientes e amigos, o ministro consegue unanimidade ao inverso: deixa indelevel a marca de não pautar-se pela melhora do ambiente político do Brasil. Talvez ainda esteja na ressaca do que sucedeu com seu amigo Demostenes Torres, o defenestrado mais categorizado de seu rol de amigos declarados.

Adora futricas

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Lá vem a OAB novamente cuidar de fofocas forenses, enquanto os advogados estão vendo suas prerrogativas mais básicas sendo violadas sem qualquer ação da Ordem.

É ruim !!!!

JCláudio (Funcionário público)

Então, quer dizer que todos os Ministros tem que estarem de acordo como o que o Sr. Gilmar Mendes acha e pensa. Ora, se fosse assim não precisaria de um corte de Ministros, bastaria uma só pessoa para decidir os processos nestes tribunais. Agora, será que o Sr. Gilmar Mendes que fazer do tribunal uma corte de cordeiros, ou então quem sabe, a casa da mãe Joana.

Daniel Dantas ...

OLD MAN (Advogado Autônomo - Civil)

... liminares, Maluf, parece que o Eminente Ministro gosta de colecionar posicionamentos polêmicos.

Comentar

Comentários encerrados em 6/10/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.