Consultor Jurídico

Império em crise

Procuradora usa "presunção de fuga" contra Eike Batista, reclama advogado

Retornar ao texto

Comentários de leitores

4 comentários

Concordo com o MAP

Marco 65 (Industrial)

Concordo plenamente com o comentário do Dr. MAP só acrescentando que essa fúria da população querendo ver a ruina do Eike Batista se deve a duas coisas:
1- Ministério Público querendo aparecer...
2- Inveja daqueles que não sabem fazer mas querem ter....

Inveja

joao Inocêncio jr. (Advogado Assalariado)

muita gente não aguenta ver um sujeito rico que já brota o sentimento que fez de lucifer, o próprio tinhoso, ou, fez caim matar abel... desprezível esse sentimento invejoso. Eike errou ao prometer mundos e fundos na bolsa, para alguns deu certo, com jobs e o alibaba, para Eike, deu merda. mas dizer que o "Brasil" o odeia, fale por você, fale por sua grei. que Deus tenha piedade dessa geração.

Situação desconfortável

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Vamos falar a verdade nua e crua: o povo brasileiro odeia Eike Batista. Não pela sua atuação como empresário, ou pelas acusações a ele dirigidas, mas pura e simplesmente pela ostentação que ele demonstrou nos últimos anos. 99,00% dos brasileiros queriam estar no lugar dele, casando como modelo, morando em mansões, e andando de carros luxuosos. Como não podem, despejam todo o ódio que a sociedade capitalista pode produzir quando o assunto é consumo a qualquer custo e a qualquer preço. Assim, o membro do Ministério Público e o juiz que conseguirem a prisão de Eike terão uma gloria quase eterna. Serão tratados como deuses, em um País de rancorosos e obsecados pelo consumo de bens materiais. Assim, a situação de Eike é a pior possível, pois a vontade popular insana das massas consumistas, associada à busca por estrelismo hoje tão em voga no Judiciário e MP, são a mistura perfeita para a implosão do regime constitucional em prol da vontade de uma prisão abusiva apenas e tão somente para ver o "vilão do moment" sofrendo e passando por humilhação.

Dúvida

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Uma dúvida. Se a ação movida contra o "vilão do momento" (também conhecido como Eike Batista) for julgada improcedente, poder-se-á processar o Ministério Público por ter induzido o cidadão comum a acreditar que Eike era bandido? Se negativa a resposta, porque Eike está sendo processado por induzir investidores ao erro?

Comentar

Comentários encerrados em 4/10/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.