Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Cidadania

Rubens Rodolfo A. Lordello (Advogado Autônomo - Civil)

Se existe uma justificativa para esse fato degradante por favor me digam.
Penso que quando um ministro fica 19 anos com um processo, como Sepúlveda Pertence, é trambique ou a mais pura incompetência.
A grande importância da informação é sabermos disso e começarmos, como cidadãos, a lutar contra esses crimes contra a cidadania.

Poder judiciário

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Não sei qual o interesse desta reportagem. Para nos,advogados, que lemos o Consultor Jurídico, isto não é novidade. Em nosso escritório acompanhamos um Inventário há 28 anos e não termina porque o MM. não tem coragem, não quer ou não sabe como faze-lo. Enquanto isto, Sindico Dativo, Oficiais de Justiça, Peritos, Contadores e outros auxiliares da Justiça continuam recebendo seus pagamentos por trabalhos repetitivos no processo. Há cada mês são efetuadas prestações de contas, todas não aprovadas por herdeiros e que apelam quando as prestações de contas são homologadas pelo Juizo. Imaginem quando for homologada a partilha!!!
Portanto, a demora na solução dos processos são endêmicas no nosso Poder Judiciário e não há como resolver o problema em razão da incapacidade das pessoas que deveriam soluciona-los.

Regime de dominação do homem pelo homem

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

O pior nisso tudo é que os proprietários da República batem no peito e dizem: "o País vive uma fase de pleno funcionamento das instituições". E ainda há quem aplauda.

Comentar o óbvio

Flávio (Funcionário público)

Essa questão do pedido de vista já poderia ter sido objeto de uma lei que limitasse o prazo para devolução dos autos e findasse um julgamento. Do jeito que esta não pode continuar, é ficar chovendo no molhado, discussão mais discussão e no final a coisa fica como esta. Um ministro pede vista e a partir dai, outro tambem pede, e fica nesse jogo de empurra/empurra. O pais vai mudar o velho ditado, a justiça tarda mas não falha para a justiça tarda e falha.

Comentar

Comentários encerrados em 1/10/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.