Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Falso acordo

Estelionatários "inventam" golpe usando dados verdadeiros de advogados

Por 

Advogados de todo país estão sendo vítimas de um golpe por estelionatários. Primeiro os golpistas enviam cartas a pessoas aleatórias — na maioria aposentados — dizendo que eles teriam uma quantia em dinheiro para receber, resultado de um acordo extrajudicial de ação de falência. Para tanto, precisam ligar para um número fornecido na carta e fazer um depósito. Feito o depósito, a vítima não recebe qualquer valor e qualquer contato com o telefone dado se torna impossível.

Acontece que, na carta, os golpistas citam dados verdadeiros de advogados incluindo endereço e CNPJ do escritório e registro na Ordem dos Advogados do Brasil. Quando não recebem o dinheiro prometido, as vítimas ligam para o escritório e descobrem a farsa.

Marcelo Nobre foi um dos advogados que teve seus dados verdadeiros expostos na carta.

No caso dele, a correspondência informa aos destinatários que teriam valores a receber do processo de falência (Falência 9222198-50.2007.8.26.0000). Nobre foi síndico, junto com outros profissionais, nesse processo de falência. Mas deixou o cargo em 2008, quando começou a atuar no Conselho Nacional de Justiça.

A carta enviada às vitimas diz: “Solicitamos que o beneficiário acima qualificado ou seus herdeiros (se for o caso) entre em contato com a máxima urgência para providenciar a liberação do crédito por via bancária dentro do prazo legal sob pena de perder a oportunidade do acordo”. Adiante, a carta disponibiliza um número de telefone para o suposto atendimento jurídico.

A correspondência vem com a assinatura falsa do advogado Marcelo Nobre — como “setor jurídico” — e de uma mulher que seria a “Diretora Financeira”. Outros advogados da capital e do interior do estado  já informaram estar passando pelo mesmo problema. A Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo informou não ter informações sobre o novo truque. 

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 31 de outubro de 2014, 10h12

Comentários de leitores

10 comentários

assustador...

Celsopin (Economista)

"Na verdade, o maior culpado nesses golpes são as próprias vítimas. Ora, o lugar de cliente é no escritório de advocacia."

1. culpar a vítima;
2. séc XXI e gente querendo que o cliente haja como se estivesse no séc XVII...

Concordo em gênero, grau e número

MARTINS REGIS (Advogado Assalariado - Civil)

Sou totalmente a favor do que o colega, Marcos Alves Pintar, escreveu em suas postagens! Infelizmente nosso povo é ludibriado por querer acreditar piamente nas mentiras veiculadas pela televisão como verdades inquestionáveis. Meu pai recebeu uma carta de um desses escritórios. Ele me mostrou e pesquisei na Internet sobre o assunto. Era uma tremenda falcatrua! Como diz um escrito antigo, "o povo é destruído por falta de conhecimento"...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 08/11/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.