Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Troca de experiência

STF assina protocolo de cooperação com Tribunal Constitucional do Peru

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, e o presidente do Tribunal Constitucional do Peru, Óscar Marco Antonio Urviola Hani, assinaram protocolo com o objetivo de consolidar e intensificar ações, programas e demais mecanismos e instrumentos voltados à cooperação entre as duas cortes.  A cooperação entre o STF e a corte peruana tem papel importante para a troca efetiva de experiências na modernização e no aperfeiçoamento dos sistemas judiciais de cada país.

O termo foi assinado em Seul, na Coreia do Sul, durante o 3º Congresso Mundial sobre Justiça Constitucional. A intenção é estabelecer linhas gerais de execução e de colaboração visando ao aprofundamento recíproco de conhecimentos e técnicas e ao reforço e consolidação da importância do Poder Judiciário e dos Tribunais constitucionais nos Estados Democráticos de Direito. As duas cortes se comprometem a colaborar ampla e diretamente, por meio de troca de experiências e documentos, incluindo material bibliográfico, estudos, avaliações estatísticas e outros, além do intercâmbio nas áreas tecnológica e de gestão administrativa.

Outro ponto do acordo é a cooperação triangular, pela qual as duas partes podem se valer da colaboração de outros organismos ou entidades. O protocolo, porém, não envolve transferência de recursos entre as partes, nem gera novas obrigações jurídicas internacionais: ele se alicerça na vontade e no esforço comum de, por meio do conhecimento recíproco, encontrar soluções ágeis e efetivas para problemas semelhantes da Justiça dos dois países.

O protocolo entra em vigor imediatamente tem prazo de validade indeterminado. Com informações da Assessoria de Imprensa do STF.

Revista Consultor Jurídico, 4 de outubro de 2014, 16h31

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/10/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.