Consultor Jurídico

Colunas

Direito sem papel

O processo judicial eletrônico causa efeitos colaterais à saúde

Comentários de leitores

6 comentários

E mais...

Paulo Vitor da Silva (Assessor Técnico)

P.S.: Apesar de trabalhar a 60km e de casa e estudar após um expediente inteiro de processo eletrônico, estou muito bem de saúde e satisfeito, obrigado!

Responder

Eles realmente devem ser Deuses...

Paulo Vitor da Silva (Assessor Técnico)

Engraçado como a pesquisa só entrevistou juízes. Será que são eles os únicos que utilizam os sistemas? Ou são os únicos que merecem preocupação com suas saúdes? Ou, ainda, devem os únicos com direito a manifestar opinião? Na vara em que trabalho são 14 servidores, 5 estagiários e 1 juiz. Bom, até onde sei todos utilizam o sistema da mesma maneira e não há nenhuma manifestação de insatisfação, muito pelo contrário... Além disso, tenho certeza que a celeridade ganhou muito com a implantação do processo eletrônico. Hoje dispendemos menos tempo em cada processo, e asseguro, sem deixar de lado a qualidade na prestação jurisdicional. Enfim, com respeito ao autor, discordo absolutamente do que foi apresentado, nos aspectos que expus.

Responder

De fato

Prætor (Outros)

O único que não liga para dinheiro e exerce a advocacia "pro bono" aqui deve ser Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista).

Responder

Não confiável

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Essa pesquisa não é de toda confiável. Falar de suicídio de magistrada é risível; fato nunca registrado, até mesmo porque a maioria dos magistrados trabalha pelos subsídios, status, privilégios e, não por vocação.

Responder

Situação do processo eletrônico na JF da 4a Região

Candido Leal Junior (Juiz Federal de 1ª. Instância)

Fui o juiz responsável pela pesquisa da Ajufergs, feita em 2011.

Acho importante mencionar que, a partir daquela pesquisa, o TRF4 constituiu Comissão de Saúde e Processo Eletrônico, que procurou estudar o processo eletrônico e apresentar soluções para melhorar as ferramentas eletrônicas, pensando no usuário e sua saúde.

Creio que o trabalho foi bastante proveitoso, tanto que o nosso processo eletrônico da Justiça Federal da 4a Região ("eproc") é bastante funcional e amigável, facilitando bastante o trabalho.

Quem tiver interesse no assunto, indico dois textos que foram frutos do trabalho daquela comissão, ambos disponíveis na internet, atualizando o "estado da arte" do processo eletrônico na 4a Região:

(a) "As mudanças no trabalho judiciário e a saúde dos usuários: efeitos da virtualização dos processos judiciários", publicado em RTRF4 84/49-76 (disponível nas págs. 49 a 76 no site http://www2.trf4.jus.br/trf4/revistatrf4/arquivos/Rev84.pdf )

(b) "As mudanças no trabalho judiciário e a saúde dos usuários: efeitos da virtualização dos processos judiciários", disponível em http://www2.cjf.jus.br/ojs2/index.php/revcej/article/view/1753/1794

Também coloco-me à disposição dos interessados para remeter cópia desses textos e discutir suas conclusões.

Mas não parece que o Judiciário e os juízes estejam contra o processo eletrônico ou que seja desfavorável à saúde dos usuários. Tudo é uma questão de minimizar os efeitos maus e aproveitar os efeitos bons que as novas ferramentas podem oferecer, sem maniqueísmos. Mas, claro, é necessário muito diálogo entre todos os envolvidos, o que felizmente conseguimos aqui na 4a Região.

Responder

Falta é interesse em inovar!

MARTINS REGIS (Advogado Assalariado - Civil)

Fico impressionado com a resistência do Judiciário em querer inovar para o procedimento eletrônico! Passados sete anos, já era para todo o Sistema Processual ser eletrônico, inclusive os processos mais antigos, mas o que vemos é uma resistência injustificada, tanto por parte dos advogados, como por parte dos serventuários, em querer que o sistema seja, de fato, implantado. Vejo até mesmo os problemas do PJe (Trabalhista) com certa suspeita, parecendo ser uma tentativa de boicotá-lo. Sou usuário do sistema desde o início do ano, seja do PJe, do TJ/RJ e da JFRJ, e não tenho do que reclamar, desde que seja feito com uma certa antecedência, pois é certo de que o Sistema trava de vez em quando. Sabendo usar, funciona bem, sim. Espero que os processos antigos sejam digitalizados o quanto antes!!!

Responder



Comentar

Comentários encerrados em 15/11/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.