Consultor Jurídico

Notícias

Exercício ilegal

Empresa de SC deve deixar de oferecer serviços exclusivos de advogados

Comentários de leitores

4 comentários

Conjur patrocianado

Jaime Nunes Filho (Cartorário)

Curioso que justamente nesta matéria acerca da empresa "O CONSULTOR", acerca das irregularidades reconhecidas judicialmente, é a referida empresa que apareça na publicidade divulgada pelo Conjur (pelo menos no meu acesso).
Achei até mesmo prudente salvar um print screen do caso...

Existem muitas iguais

andreluizg (Advogado Autônomo - Tributária)

O exercício de atividades privativas de advogados não é o pior destas empresas.
Na prática elas mandam o consumidor deixar de pagar a dívida e 'esconder' os bens penhoráveis, para que possam negociar de 'forma administrativa'. O consumidor é negativado nos cadastros de inadimplentes muitas vezes sem saber ou é acionado judicialmente. Mas se não se consegue negociar a dívida, ou se o devedor tem outros bens passíveis de penhora, grande parte das vezes isso pode se tornar uma bola de neve, com o consumidor perdendo seu crédito e a dívida se tornando impagável. Milagres não existem, e a sociedade não pode ser conivente com a negociação livre de ilícitos cíveis, quiçá criminais.

este monopólio do direito pela advocacia é algo complicado

analucia (Bacharel - Família)

este monopólio do direito pela advocacia é algo complicado, uma vez que boa parte da cultura da OAB segue uma visão palaciana e parada no tempo, enquanto a sociedade precisa ser informada sobre os seus direitos e buscar soluções mais coletivas e arrojadas, pois para ampliar o acesso aos direitos é preciso discutir monopólios. é a lógica do não faço e não deixo fazer. Afinal, é a mesma discussão do que é "ato médico" e o que seria "ato advocatício", ou seja, qual o limite do conceito de assistência ou assessoria jurídica.

Elas estão por toda parte

Kelsen da Silva (Outros)

Já que perguntar não ofende, não estaria empresa do site abaixo fazendo o mesmo serviço ilegalmente? OAB/SP, é com vocês:
http://www.officeprimeconsultoria.com

Comentar

Comentários encerrados em 13/11/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.