Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

semear é preciso

Valdemiro (Administrador)

Parabéns. Mudanças só ocorrem se provocadas. O Brasil precisa subir a escada, mudar, modernizar-se, acompanhar a aldeia global. Não dá para ser tribal. Pode é deve, não como um"pig" e sim como "big" provocar por exemplo um centro mundial de titulos registro/custódia (hora de originar o FMI). O caminho é a transparência financeira/económica. Scaff semeador.

Não vai acontecer

Esperidião (Advogado da União)

Quando era estagiário e recebia salário mínimo, eu pagava 46% de tributos. Hoje, que recebo cerca de 10 dez salários mínimos, pago menos de 30% da minha renda em carga tributária.

Ou seja, nossa carga tributária é benéfica para bens favorecidos, o que significa que ela não será alterada!!

Se ocorrer qualquer mudança, será no sentido de simplificação da burocracia e alteração no regime das controladas estrangeiras, pois estes são pontos negativos para os empresárias, mas o % da carga tributária não vai alterar. Ela favorece os ricos...

A reforma tributária e a mudança de paradigma

J. Ribeiro (Advogado Autônomo - Empresarial)

Para o ambiente político atual sugestões/idéias são por demais oportunas, pois visam a despertar uma discussão mais ampla de reforma tributária do tamanho do bolso dos contribuintes.
A simplificação do sistema tributário talvez seja a parte de maior importância da reforma tributária pretendida. A redução da quantidade de tributos com a extinção e fusão entre eles, visando também uma drástica e eficiente redução dos gastos com a Administração tributária em todas as esferas políticas e ao mesmo tempo desestimular a sonegação fiscal, com políticas fiscais adequadas como a sistemática de tributação do Simples, sem prejudicar a competitividade, principalmente na exportação de produtos industrializados.
Não acredito em redução da carga tributária, mesmo porque as carências sociais ainda são muito evidentes e a sociedade civil (em especial as elites) ainda não se desenvolveu o suficiente a assumir também essa parcela de responsabilidade social.
A presença e intervenção do Estado ainda é necessária na distribuição de renda e inserção social, não como acontece hoje, mas de forma mais inteligente, eficaz e de resultado, afinal o homem precisar aprender a pescar seu próprio peixe e a conquistar com competência seu espaço.
O texto abordou idéias latentes em muitas mentes que delas compartilham.
Parabéns pelo texto. A discussão sobre a reforma tributária deve continuar e o Conjur, como outros sites jurídicos e econômicos, deve estimular de modo a despertar a sua importância para o desenvolvimento social deste país.

Não me estenderei. Apenas, uma pergunta.

Citoyen (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

O trabalho é logicamente bem estruturado. Parabéns ao Autor. Mas, seu pecado, é presumir que a ELEIÇÃO de NOVOS REPRESENTANTES os LEGITIMA a FAZEREM uma REFORMA TRIBUTÁRIA. Realmente, em que parte da campanha eleitoral dos "soit disant" REPRESENTANTES, qualquer deles OUVIU seus REPRESENTADOS, até para ter uma IDEIA do que se deveria aprovar? __ Alguém sabe QUE MODELO de ESTADO os TRIBUTOS devem custear ou financiar? __ Alguém sabe se, tal como ocorre na Europa, alguém examinou se a famosa "teoria da proximidade" determina que o Governo Federal é mal gestor das nossas Finanças e, pois, os recursos concentrados nas mãos do Governo Federal devem retornar aos Estados e Municípios, para que, próximos, tenham o acompanhamento de suas destinações mais determinados pelos ELEITORES? __ Alguém AVALIOU se os GOVERNANTES de ESTADOS e MUNICÍPIOS têm se demonstrado tão CORRUPTORES e CORRUPTOS, quanto os GOVERNANTES do GOVERNO FEDERAL têm sido? __ Sim, porque se AVALIAÇÃO não conseguir dizer que SÃO DIFERENTES e COMETERIAM MENOS, pelo menos, ATOS de CORRUPÇÃO, não vale a pena mexer, porque os Tribunais de Contas estão bem mais distantes da transparência e do bom serviço que o Tribunal de Contas da União. Em síntese, NÃO É, data maxima venia, chegada a hora da REFORMA TRIBUTÁRIA. Assim como NÃO É CHEGADA a HORA da REFORMA POLÍTICA. Ninguém sabe, ainda, O QUE, COMO e PARA QUEM e PARA QUE ela deverá ser feita, de acordo com a OPINIÃO do POVO BRASILEIRO. Afinal a DEMOCRACIA não é feita para que se CONSTRUA o IDEAL e a FELICIDADE dos CIDADÃOS??

Comentar

Comentários encerrados em 12/11/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.