Consultor Jurídico

Notícias

Justiça e Ditadura

Pecados e milagres da comunidade jurídica na ditadura

Comentários de leitores

6 comentários

Reparo sobre o Ministro Adaulto Lúcio Cardoso

MSarsur (Estagiário - Criminal)

Merece correção a notícia. O Min. Adaulto Lúcio Cardoso é mineiro, provindo de Curvelo/MG, e não paulista, como mencionado na notícia.

Revolução de 1964 ou Golpe Militar de 1964

Luiz Fernando Vieira Caldas (Contabilista)

Toda a imprensa quando se refere ao episodio de 31 de março de 1964, refere-se ao "GOLPE" Dos vários significados para a palavra Golpe temos: Ato ou efeito de golpear, ardil, artimanha; acontecimento infausto, desgraça; infortúnio ou ainda ATAQUE ACINTOSO COM PALAVRAS, COM A INTENÇÃO DE MAGOAR OU FERIR UMA PESSOA(No caso especifico, não uma pessoa, mas sim uma classe OS MILITARES); insulto ; injuria etc.
Em 1889 Deodoro da Fonseca, invade o Ministério da Guerra, prende o Ministro do Império Visconde de Ouro Preto. Isso foi a "Proclamação da Republica"
Em 1930 O gaúcho Getúlio Vargas não permite a posse do Presidente eleito se instala no poder(obviamente com apoio militar) e fica 15 anos. Isso não foi a " Revolução de 30"
Porque só 1964 é tratado s.m.j pejorativamente de "GOLPE"? Não são similares, inclusive na essência?

Olhar de hoje sobre o passado é fácil!

Neli (Procurador do Município)

Olhar de hoje sobre o passado é fácil analisar e jogar pedradas!Ulisses Guimarães no primeiro momento apoiou a derrubada do Goulart, e bem depois foi para a oposição.Quando a ditadura estava caindo de madura ele disse aquela frase antológica:tenho nojo da ditadura.Ah, e ele foi advogado e presidente do Santos Futebol Clube .

A revolução de 1964

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Estava no início da carreira jurídica quando Jânio Quadros tentou um golpe de Estado, mas foi impedido por Auro Soares Moura Andrade. Dizem que este traiu Jânio. Auro declarou vago o cargo de Presidente da República. Quem deveria assumir, pela Constituição seria o Vice Presidente, João Goulart. Daí, os comunas viram a oportunidade de assumir na "marra" o governo. João Goulart estava enfraquecido politicamente. Nunca foi comunista. Mas o movimento comunista tomava corpo e a baderna instalou-se no País. Os comunas aproveitavam-se da situação promovendo comícios e passeatas. Assaltavam Bancos, sequestravam, matavam e cometiam outras barbaridades. Muita gente se esqueceu que os principais lideres esquerdistas que apoiavam a caterva comunista eram Fernando Henrique Cardoso (sempre em cima do muro), Jose Serra, Mario Covas, Miguel Arraes e os baderneiros assassinos, assaltantes, sequestradores, Carlos MarigHella, Dilma Rousssef, Jose Dirceu, Jose Genoíno, Franklin Martins, Fernando Gabeira, Carlos Lamarca, Luiz Travassos, Vladimir Palmeira e muitos outros. O povo, que a tudo assistia, mobilizou-se e empreenderam a marcha da Família com Deus e a liberdade. O exercito, que até então a tudo assistia, resolveu agir. Graças a Deus tomou o Poder e não deixou que a caterva comunista tomasse o Poder a força. Entretanto, de nada adiantou o esforço militar. A caterva comunista está no Poder a custa de um palhaço chamado Lula que aceitou lidera-los. O que não conseguiram com a força, conseguiram com o voto de um povo de um País de analfabetos. Alguns, entretanto, já estão presos por formação de quadrilha e roubo. A guerrilheira Dilma Roussef está envolvida em uma negociata petrolífera.

Pai e filho Juizes Auditores

Ariosvaldo Costa Homem (Defensor Público Federal)

Acho que houve um lamentável equivoco com relação a atuação do Juiz Auditor Osvaldo Lima Rodrigues Junior.
Eram dois juizes auditores, um pai e outro filho. Quem talvez tenha decidido em 1968 na libertação de Darcy Ribeiro só pode ter sido o pai, Osvaldo Lima Rodrigues. DPF aposentado.

Tribunal de Exceção

Felipe.ESIlveira (Estudante de Direito)

Um dos nomes a ser citados como exceção dentro desse antro de arbitrariedades é o general Peri Bevilaqua, ocupante de uma das cadeiras do STM durante os anos de 65 a 69.

Comentar

Comentários encerrados em 8/04/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.