Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fuga inusitada

Réu foge de fórum antes de juíza dar sentença

Por 

Acusado de matar um estudante em 2008, o vigilante Aurelito Borges Santiago fugiu nesta terça-feira (11/3) do fórum estadual de Ribeirão Preto minutos antes de a juíza dar a sentença que o condenou a 21 anos e quatro meses de prisão.

De acordo com o advogado Ronaldo Marzagão, que atuou como assistente da Promotoria, a fuga ocorreu por volta das 18h30, quando a juíza Isabel Cristina Alonso dos Santos, da 2ª Vara do Júri e Execuções Criminais, se preparava para proferir a decisão. O júri começou por volta das 10h e na sala de julgamento havia dois policiais. Como o réu conseguiu o direito de responder ao processo em liberdade, ele não estava algemado.

Segundo Marzagão, a fuga ocorreu logo depois da decisão do Conselho de Sentença, que acolheu todas as teses da acusação. Ao reinstalar a sessão para proferir a pena, a juíza notou que o réu tinha sumido e deu 15 minutos para que ele fosse encontrado ou se apresentasse. Terminado o tempo, deu a decisão.

“O sujeito ficou seis anos livre depois de cometer um crime bárbaro, comparece à sessão de julgamento, é condenado e vai embora como se o problema não fosse dele. Como vou explicar isso para a família?” questionou Marzagão.

Borges Santiago foi condenado pela morte do estudante Rodrigo Bonilha, alvejado com um tiro nas costas quando passava com um grupo de amigos em frente a um salão de festas. O vigia alegou que atirou porque os rapazes tentaram danificar uma placa de publicidade.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 11 de março de 2014, 22h46

Comentários de leitores

6 comentários

viva a Constituição de 88

Neli (Procurador do Município)

A única do Universo que deu cidadania a bandidos comuns.

Para bom entendedor...

Luís Felipe Bretas Marzagão (Advogado Sócio de Escritório - Criminal)

"Ele deve ter ficado com medo, porque sabia que poderia sair daqui preso", disse o advogado, que afirmou que irá recorrer com pedido de habeas corpus. (Folha de S.Paulo - Cotidinado - Ribeirão Preto - 11/03/2014).

Deboche

Prætor (Outros)

Fosse o Brasil um país sério - e ele não é - com a prolação da sentença condenatória, o assassino sairia algemado do fórum direto para a cadeia.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 19/03/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.