Consultor Jurídico

Aposentadoria adiantada

Nem advogados nem juízes lamentam a aposentadoria de Joaquim Barbosa

Retornar ao texto

Comentários de leitores

102 comentários

Magoadinhos.

Francisco de Sousa (Administrador)

Os honoráveis advogados e seus colegas jamais toleraram a presença do Ministro Barbosa, em suas opiniões recheadas de civismo e pompa, homem rude e arrogante. Pois bem, vejo no Ministro Barbosa um dos poucos homens que teve a coragem necessária para enfrentar as arcaicas, oportunistas e clientelistas instituições judiciárias brasileiras, não se vergou ao jogo espúrio dos "juristas dignatários" que em troca de seus milhões, vendem a própria alma para escarafunchar os mais sombrios meandros da lei em defesa de elementos escabrosos, o homem não se afez aos diálogos cheios de pompa e hipocrisia convencionados pelos que defendem essa espécie de gente. Em vez disso, ele optou por ser correto, em vez e ser agradável ao ouvidos sensíveis dos homens do direito, não tenho dúvidas que o sociável Ministro Ricardo Lewandovsky seja mais indicado para o cargo, ele sim será bem visto pelos defendem a lei, e não os interesses da nação, por que todos sabem, que nem tudo que é legal, é moral

À(ao) kiria (Corretor de Imóveis

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Meu (minha) caro(a),
Como assim, "OAB por suas posições a seu próprio favor e de seus clientes.."? O CRECI/COFECI, por um acaso, tem clientes? Em tese, os profissionais vinculados à OAB ou ao CRECI estão ligados por relação de regulamentação, nada mais, nada menos.
E apesar de não concordar com o Direito aplicado por JB, tenho de reconhecer que ele deixou marcas, para o bem e para o mal. Foi uma indicação populista de Lula, e Lula deu com os burros n´água provando o gosto do fel....
Mas não precisamos de juízes parciais. Você disse que J.B "Representou-nos muito bem e advogou a nosso favor ...". Deus me livre!!! Quero Juiz imparcial! Todos querem juízes neutros! Não precisamos de juízes-advogados (tomando partido para uma das partes), mas de juízes justos.
Que apliquem a lei, a dura lei, os rigores da lei SE a lei for rigorosa. Mas que sejam imparciais!
E reflita! Ao contrário do mercado imobiliário (onde a única lei que impera, em termos de preço, é a lei da oferta e da procura e os abusos não podem ser coibidos a não ser pela recusa do consumidor e pactuar com as exorbitâncias), na sociedade a lei impessoal é o máximo e o mínimo em que o juiz pode atuar.

Existe um ser humano debaixo da toga

kiria (Corretor de Imóveis)

Há muito tempo nos indignamos com a OAB por suas posições a seu próprio favor e de seus clientes.Finalmente surgiu Barbosa ocupando alto cargo e a identificação com a população a muito não se via.Representou-nos muito bem e advogou a nosso favor mesmo com os advogados contratados a peso de ouro pelos ladrões da verba pública.Lamento que as penas não foram do tamanho do roubo cometido e ainda não vimos qualquer indignação por parte da OAB com o fato de ladrões arrecadarem dinheiro pela net o que mereceria o repúdio de quem é cidadão de bem.Interessante é que se rasguem em elogios ao ex presidente colocando-o no pedestal de criaturas privilegiadas por Deus e "mamãe me acode"como diria o Senador Magno Malta,o que saiu daquela boca na esfera mundial deve ter feito sua mãe revirar-se na tumba.A última pérola é mandar turista chegar de jegue até os estádios.E os canastrões puxa sacos estavam lá para aplaudi-lo e elogiar sua originalidade."Tomem tento!"Tristes figuras que pretendem nos representar a nós população,sem jamais os termos eleito para tanto."E ainda se acham uma classe acima do bem e do mal.Barbosa incomoda porque diz as verdades de forma direta e certeira porisso é aclamado por nós.

Existe um ser humano debaixo da toga

kiria (Corretor de Imóveis)

Há muito tempo nos indignamos com a OAB por suas posições a seu próprio favor e de seus clientes.Finalmente surgiu Barbosa ocupando alto cargo e a identificação com a população a muito não se via.Representou-nos muito bem e advogou a nosso favor mesmo com os advogados contratados a peso de ouro pelos ladrões da verba pública.Lamento que as penas não foram do tamanho do roubo cometido e ainda não vimos qualquer indignação por parte da OAB com o fato de ladrões arrecadarem dinheiro pela net o que mereceria o repúdio de quem é cidadão de bem.Interessante é que se rasguem em elogios ao ex presidente colocando-o no pedestal de criaturas privilegiadas por Deus e "mamãe me acode"como diria o Senador Magno Malta,o que saiu daquela boca na esfera mundial deve ter feito sua mãe revirar-se na tumba.A última pérola é mandar turista chegar de jegue até os estádios.E os canastrões puxa sacos estavam lá para aplaudi-lo e elogiar sua originalidade."Tomem tento!"Tristes figuras que pretendem nos representar a nós população,sem jamais os termos eleito para tanto."E ainda se acham uma classe acima do bem e do mal.Barbosa incomoda porque diz as verdades de forma direta e certeira porisso é aclamado por nós.

O destaque sempre incomoda

Francisco Kenedy (Advogado Autônomo - Civil)

Verdade seja dita, o Ministro Joaquim Barbosa é muito rígido e isso não ajudou na sua popularidade... Vejo que na sua atuação incomodou muita gente... ser muito rígido atrapalha... essa é a verdade... Agora quando mais rígido um Magistrado mas caro o preço do Advogado... sei que muitas vezes ele desmereceu a Advocacia... mas esta é a opinião dele... A advocacia tem o seu lugar e o seu papel, não precisa de ninguém pra falar por Ela, a Constituição, as Leis, a prática já falam por nós! Acho que tem mais gente reclamando por não ter sido bajulado em vez de avaliar o trabalho que ele fez...
O STF precisa de um presidente e ministros que sejam imparciais e julguem segundo à Luz da Constituição e não de políticos bajuladores... que em vez de trabalhar se preocupam mais com sua imagem e seus "contatos"... Dessa espécie o Poder Executivo e o Legislativo já estão cheios!

Brasil aguarda defesa da democracia pela OAB

Márcia Mattos (Jornalista)

Os advogados brasileiros envergonham o brasil!!!! A oab brasil envergonha a democracia!!!!!! Mesmo que advogados não lamentem a "aposentadoria" de barbosa, deveriam!!!! Sim deveriam!!!!! Defender a democracia defendendo o poder constitucional que é a presidência do supremo tribunal federal!!!!!!! Poder esse que foi ameaçado de morte, junto com seu presidente!!!!!!! Se o brasil finalmente se transformar na venezuela, como é o sonho do pt e objetivo final de todas as suas ações criminosas, a oab será responsável não só por omissão, mas por cumplicidade!!!!!!!!!!!!!! Vergonha para a democracia!!!!!!!!!!!!!!!

Marcos Alves Pintar, com a devida vênia,

Adriano Las (Professor)

não fosse pela sua auto identificação, eu juraria, a partir dos seus comentários, que vc é uma espécie de farol ou "ombudsman" do petismo no Conjur (não necessariamente nessa mesma ordem), tão resoluto e sistematicamente pronto e com o dedo em riste contra a magistratura e o MP e agora contra os seus próprios colegas advogados que, com autonomia, isenção e legitimidade, se identificaram com a postura do min. Joaquim Barbosa e criticam as notórias predileções e tendências do Conjur, que pratica um escancarado não-jornalismo. Estão todos cegos? Nenhum deles conhece o Direito? Seu fenótipo é de advogado assalariado do petismo ou do Conjur.

Despeito

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Creio que não é preciso ser gênio para saber que quanto mais "rogoroso" for um juiz, mais os bandidos pagarão aos advogados. A aposentadoria do Ministro Joaquim Barbosa assim, na linha dos argumentos fantasiosos de alguns, seria motivo de tristesa entre os advogados. E, porque considerar que os advogados comemoram?

Ele confrontou o poder e os desmandos

Thiago Capuano (Outros)

Já é de conhecimento de todos que Dias Tófoli foi advogado de defesa do PT, o que renderia um belo caso de conflito de interesses se tal lei, sobre essa conduta se estendesse para o judiciário. Barroso, bom, todo mundo também sabe que conseguiu, sabe se lá como encontrar um modo de fornecer um serviço para se arregar em um artigo da Lei 8.666 e ter seu escritório contratado sem sequer passar por licitação e receber milhões. Particularmente ambos juntos não tem culhões de serem juízes, quiçá ministros do supremo, mas alguém colocou as tartarugas em cima do poste. Mello, bom, Mello dividia despesas com Dirceu a tempos idos, o que se pode pensar, se não que o mínimo de sensatez destes 3 não existe pelo simples fato de não solicitarem abstenção do voto na AP470.
Carmem Lúcia em seu voto, esclareceu de uma maneira tão lógica e racional o motivo da não viabilidade do embargo infringente, que é capaz de um retardado entender o motivo dos embargos infringentes, não serem cabíveis, outros ministros ainda interceder no desfavorecimento do mecanismo articulado de absolvição ou busca de prescrição.
Fácil é taxar Joaquim Barbosa, por ter colidido com o desejo do poder executivo, no seu papel de ministro da suprema corte, pois se negou a agradecer com a toga. Ele não esperava que a indicação dele fosse a ser um favor político ou concessão étnica, para manipular liderança sociais, ele acreditou ser merecimento, e de fato foi merecido, a população festeja isso, mas na ideia do governo, erraram em pensar que seria apenas mais um fantoche.
O plano do governo PT é simples: Submeter e subjugar ao seu controle, o legislativo e judiciário, tratando-os como secundário.

Demorô

Silveriojf (Advogado Autônomo - Civil)

A comunidade jurídica agradece pelo menos este gesto nobre do Min JB. Ficaremos livres de seu temperamento, sua falta de educação, grosserias e os espetáculos lamentáveis que nos proporcionou. Seja feliz JB, bem longe do meio juridico por favor.

Hipocrisia

Luiz Gustavo Marques (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Claro que para advogados de políticos corruptos, empresários malfeitores e que cobram milionários honorários, a aposentadoria do Ministro Joaquim Barbosa é bem vista... Melhor (para eles) que venha outro Ministro pau mandado do governo e suscetível de compra, como o Luis Barroso.

Missão cumprida.

J. Henrique (Funcionário público)

Que o homem é destemperado, não nasceu para transitar em um meio onde reina a hipocrisia (por natureza), o compadrio (coisa nossa do Brasil) isto ficou evidente.
Mas foi a primeira vez que altas ex-autoridades foram para a cadeia por crimes sobejamente reconhecidos tipificados no Código Penal. Não me lembro de algumas vez sair daquele supremo ou de qualquer outra corte superior uma condenação EFETIVA dos inúmeros maufeitores disfarçados de autoridades públicas.
Talvez a forma não seja adequada, mas o conteúdo...
Por fim mostra desapego pela posição. Muitos dos que combatem a aposentadoria compulsória o fazem apenas para não perder o satus quo de 'alta autoridade' e o prestígio daí decorrente.

Se a OAB e advogados não gostam, é bom para o Brasil

valdir rocha (Economista)

Ministro,
Sentiremos falta do senhor. O povo não aguenta mais a situação de nossas instituições públicas, a falta de caráter e os desvios que temos vistos.
Estamos órfãos.

E agora senhores?

Esmael Leite (Outros - Civil)

O STF, só vai vai recuperar sua imagem de Digna Côrte Suprema, quando revisar e anular completamente a Ação Penal 470, não basta retomarem os trabalhos, a insegurança jurídica permanecerá, O Tribunal criou exceção tanto na forma, quanto na regras, a utilização da Teoria Do Domínio Do Fato não pode fincar pés no mundo judicial brasileiro, é um cancro que precisa ser extirpado da História do Direito Brasileiro, deixar como está é um erro grave e que de certa forma isto ficou estabelecido na Sessão que julgou o processo de Eduardo Azeredo, os Ministros estabeleceram que o mesmo que se sucedeu na AP 470 poderia voltar a ocorrer, corre perigo a Democracia e os valores dela decorrentes, aceita-se uma vez, aceita-se sempre. O medo de enfrentar esta ilegalidade sairá mais caro que resistir, quando um (a) Ministro (a) do STF ousa afirmar "que não há provas, mas a literatura me permite condenar", todo o Direito perde a razão de existir. Não se trata aqui de defender este ou aquele réu da AP 470, mas de defender o Estado de Direito, o STF não pode legislar e ferir regras já estabelecidas na Lei e na Constituição, a Responsabilidade Objetiva, estabelecida nesta ação (AP 470), estender-se-a a outras esferas do Direito Brasileiro para as quais não foram previstas. Este senhor que agora se aposenta deixou atras de si o desmonte do Estado de Direito, cabe a cada um de nós lutar para que seja reconstruído e parte desta luta é pressionar o STF para que reveja suas posições e deixe isto claro e evidente, caso nos esquivemos deste caminho, o futuro será incerto, pois temeroso já é. O STF tem de parar de invadir áreas que não são de sua esfera, no momento ele é o causador não somente de insegurança jurídica, mas também, social e política. SMJ.

Craque de Toga

Gilberto Serodio Silva (Bacharel - Civil)

Jogou para a platéia, valorizou o passe, nunca se conformou porque Lula disse o escolheu por ser Negro, não pelo saber jurídico, pratica forense, reputação ilibada ou Jurista de renome, minha leitura da entrevista a Roberto DÁvilla a Globonews. O último ato de suspender o regime semi aberto a revelia da jurisprudência dominante revela isso. Faço votos arrisque entrar na politica. A mídia lamenta ajudava vender essas revistas semanais recheadas de propaganda. Como no refrão da canção: cuide-se bem perigos há por toda parte.

Na linha da CONJUR

Igor Moreira (Servidor)

A Conjur há muito tempo promove notícias ruins do Joaquim. Não concordo com tudo o que o Ministro fez, mas se a Conjur quer ser revista competente precisa de escritores imparciais. É claro que existem juízes e advogados que concordam com o que o Ministro falava! O texto só traz a posição de quem não gostava do JB.

A questão a saber . . .

Ricardo, aposentado (Outros)

A questão a saber é quem será o indicado pelo Jeito PT de Governar para substituir o Ministro Joaquim Barbosa.
O Jeito PT de Governar teve êxito na alteração do julgamento originário dos réus do mensalão - diga-se de passagem, somente beneficiados aqueles com vínculos com o Palácio do Planalto - e em razão da escolha dos últimos dois ministros ali nomeados que alteraram a votação - não digo que isenta - mas consentânea com a história jurídica e moral daquela Corte.

Concordo sobre a coragem dele no STF

Ruppert (Servidor)

O Joaquim Barbosa tirou o STF do marasmo.
Mas os principais problemas do STF todo mundo sabe: descompromisso com prazos, falta de imediação como existe no sistema dos EUA, no qual os juízes dialogam com os advogados sobre as teses. No STF os juízes já entram com voto elaborado e nesse sentido chega ser perda de tempo qualquer sustentação oral.
Outra coisa: chega de votos gigantes. Citando doutrina estrangeira etc. SÓ QUEREMOS CONTRASTE ENTRE A LEI E A CONSTITUIÇÃO VIGENTE, O RESTO NÃO PASSA DE "UI VEJAM COMO SOU INTELIGENTE".
Outra coisa 2: todo mundo sabe que 11 pessoas é insuficiente para julgar recursos desse país gigante e populoso.
Outra coisa 3: chega de tantos recursos. CHEGA!! As pessoas e empresas precisam ter medo do Judiciário, não usá-lo para ganhar tempo.

JB, o Anjo Negro

J.A.Tabajara (Advogado Autônomo)

É compreensível que Joaquim Barbosa tenha desgostado os que colocam a rotina formalista acima da justiça. Nosso país sofre de um realismo criminoso assustador, protegido por manobras lícitas que encurralam inapelavelmente os julgadores. É um jogo de cartas marcadas, cuja vitória depende exclusivamente do uso abusivo do poder econômico da parte, pois as manobras contam com fonte inesgotável. Joaquim Barbosa, mesmo conhecendo profundamente os deveres formalistas, teve a consciência cívica de usar a espada da justiça para cortar o "nó górdio" processual que protege os grandes ilícitos. Sua postura aponta claramente sua vocação para exercer o cargo máximo do Poder Executivo, considerando a tradição discricionária atribuída a esse poder no Brasil.

Impressões pessoais cada um tem a sua

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

A reportagem é clara, prezado Gabriel Matheus (Advogado Autônomo - Consumidor), ao externar impressões pessoais de alguns operadores do direito sobre o Ministro. E impressões pessoais cada um possui a sua, sem que nenhuma delas seja incorreta. É algo muito diferente sobre imputar ou narrar um fato, quando aí sim se faz necessário ouvir a parte contrária, outras opiniões, etc. Por outro lado, eu não creio que a CONJUR seja tendenciosa com o Ministro Joaquim Barbosa já que dispensa o mesmo tratamento que todos os demais veículos de imprensa especializados.

Comentar

Comentários encerrados em 6/06/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.