Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

E se...

Vinícius A.C (Estudante de Direito - Administrativa)

As vezes um comentário "populesco" faz mais sentido. E se servidores públicos tivessem contribuído para o FGTS? Há! Causa ganha senhores, causa ganha. Amem aos marajás burocráticos que produzem e recebem papel. Sem um Estado burocrático são seres humanos que simplesmente não servem para nada.

Anedota

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

A grande anedota é que a presidente Dilma chancela o posicionamento da procuradoria e da CEF. Seria dos trabalhadores o ônus de arcar com os desmandos e inoperância governamental!

Mais lorota do governo

Marcelo-Advogado (Advogado Autônomo - Consumidor)

Primeiro: o que é a CEF? Segundo: para que foi instituída? Por que o governo concentrou o depósito do FGTS nas mãos do próprio governo? Porque criaram a TR, se a inflação é, em 90% do tempo, acima da TR? O juros e correção que os bancos, inclusive a CEF, pagam é o mesmo que cobram? Porque a aplicação do IPC ou outro índice que reflita a real inflação do país (todo mundo já sabe, menos o governo) que chega a dois dígitos anuais há muito tempo, vai trazer desestabilidade econômica? Porque a Caixa patrocina vários clubes futebolísticos, utilizando dinheiro público em algo que não é finalidade do banco? Porque a presidência e vice-presidência da CEF é dada pelo governo a partidos políticos? Porque a CEF tem apresentado lucros exorbitantes para um banco que se diz "popular"? Porque o governo defende que o trabalhador, o poupador, o consumidor, o aposentado, paguem pelos serviços públicos reajustados anualmente acima da inflação, enquanto confere aos mesmos a contraprestação em inflação muita aquém da realmente avaliada? Por que o governo e a CEF, toda vez que tem ação contra o sistema bancário, afirma que se pagar a conta irão quebrar, ou jogam o caixa negativo nas costas dos contribuintes (como se isso fosse novidade!!!)? Por que a caixa se apropriou das contas inativas e incorporou os valores nelas contidos em seu lucro, e só voltou atrás porque alguém da mídia fuçou e jogou ao conhecimento público?
Eu tenho tantas dúvidas sobre as coisas que são controladas pelo governo que toda vez que o eles se defendem de um ataque legal da sociedade, acredito ser uma mera defesa intimidatório, uma defesa ameaça, pois são incompetentes e acima de tudo, C O V A R D E S...

Tirar do pobre, para dar aos agentes públicos

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Déficti governamental == vencimentos astronômicos no serviço público == farta distribuição de dinheiro público == empobrecimento da população.

A Conta da Estabilidade Econômica

Márcio R. de Paula (Estudante de Direito - Previdenciária)

A Argumentação da Caixa Federal é verdadeira. Para que o Estado possa administrar seu déficit orçamentário, sem abalos nos indíces de inflação, ele, o Estado, tem que repassar os custos do referido déficit para alguem, no caso, os trabalhadores. Seria bem mais coerente se o Estado trabalhasse com superavit em suas contas não precisando com isso se socorrer no mercado financeiro. Assim os juros básicos baixariam. A situação, no caso concreto, mostra que o trabalhador, que produz riquezas, ajuda a financiar o déficit governamental. A situação mais justa é a de que toda a sociedade ajude a financiar tal déficit, não apenas parte da população. A inflação alta, apesar de nociva a economia, faz com que toda a população financie o deficit público.

Comentar

Comentários encerrados em 15/05/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.