Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Para: marcos alves pintar

RAFAEL ADV (Procurador do Município)

Nada justifica o agir da advogada que reteve dinheiro de seu cliente... quem faz isso não é advogado(a) é bandido(a)...
E por conta dessa vagabundagem, travestidos de advogados, que nossa profissão é motivo de piadas e de todo o tipo de violações de prerrogativas.
Se a OAB tirasse de circulação os advogados picaretas, nem precisaria fazer Exame da Ordem... pois, iria faltar advogado no mercado...

Uma vez mais

José de Oliveira Lima (Assessor Técnico)

A advogada erra e, como sempre, sobre pro poder público.
Tá ficando chato...

Uns e outros

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Tenho verba de natureza alimentar (honorários advocatícios) arbitrados por sentença transitada em julgado há mais de uma década, ainda sem recebimento. Argumento? Falta de pessoal, descontrole, etc., etc., os mesmos argumentos usados pela Advogada na matéria em comento.

Prática corriqueira

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Concordo que a Advogada agiu de forma errada e antiética ao não efetuar de imediato o depósito dos valores que lhe foram repassados. Mas, convenhamos, eventos dessa natureza são tão comuns nas empresas comerciais e nas próprias repartições públicas que seria motivo de riso de alguém ingressasse com uma ação contra a narrada contra um banco, corretora, sindicato, contador, contra o próprio Poder Judiciário, etc. A condenação só veio porque se trata de conduta imputável a advogado.

Comentar

Comentários encerrados em 10/05/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.