Consultor Jurídico

Comentários de leitores

11 comentários

Ai que preguiça.

Willson (Bacharel)

Não li o artigo inteiro. Desnecessário. Mas, dadas as conexões da notícia com o submundo da fofoca, creio que há assuntos jurídicos mais relevantes a serem debatidos.

Por que muitos juízes insistem em não cumprir a lei?

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Peço licença para emprestar as palavras do comentarista que se identifica como Observador.. (Economista) e fazer minhas as suas palavras.
.
Por outro lado, é forçar muito a barra dizer que a privacidade do jogador foi violada e que seu nome foi utilizado sem seu consentimento.
.
Primeiro, publicar alguma notícia que envolva o jogador não constitui uso indevido do seu nome, nem invasão da sua publicidade. Afinal, ele é uma celebridade, uma personalidade pública, um ídolo, e em razão disso tem uma responsabilidade enorme perante o público.
.
Celebridades são pessoas que infundem naqueles que as têm como ídolos um intenso desejo de imitação, isto é, estabelecem padrões de comportamento e de conduta, de indumentária e vestuário, etc. Por isso têm responsabilidade e tudo o que lhes diga respeito torna-se do interesse geral.
.
É certo que têm o direito de privacidade e intimidade. Porém, se alguém viola esse direito, cumpre à imprensa noticiar. A violação pode ser imputada à imprensa.
.
No caso, parece que a protagonista encantou o jogador. Que mal há nisso? Se ela se iludiu, ou seja, se não encantou, mas apenas pensa que encantou, é um problema que ela terá de resolver com ele. Esse encantamento provavelmente decorre de algum fato ou enlace que envolveu a ambos e provocou na moça tal representação da realidade. Se isso não é verdadeiro, então, o jogador tem direito a que seja esclarecida a realidade. Mas retirar a revista das bancas, isso tem um nome: CENSURA PURA! ARBITRARIEDADE DESMEDIDA E SEM AUTORIZAÇÃO LEGAL!
.
(a) Sérgio Niemeyer
Advogado – Mestre em Direito pela USP – sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

Figura pública não tem vida privada

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Não há como separar os contextos, quando o protagonista é uma figura pública. Quem pretende manter incólume a sua vida privada, que continue no anonimato; evite se transformar numa celebridade. A partir desse marco, não há como depurar o público do privado. Esse é o custo a ser pago pela fama (que aliás sustenta todos eles; os que a tem). Querer conter a curiosidade que aguça os fãs mais afoitos que gravitam em torno do seu ídolo, é simplesmente impossível e nem será conseguido através de liminares impedindo isso ou aquilo. Como disse uma vez um fotógrafo de certa revista semanal: "quando "eles" buscam ser conhecidos, imploram por fotos e matérias a seu respeito; informam aos "paparazzi" exatamente o local e hora onde estarão e se deixam filmar sem qualquer pudor ou objeção. Atingido o estrelato, voltam-se contra a mídia e os que lhes proporcionaram parte dessa fama, mostrando-se indignados com a falta de privacidade. Quer matar um famoso ? Relegue-o ao ostracismo."

privacidade para quem faz por onde

hammer eduardo (Consultor)

O Gabriel Merlin matou a charada sem escrever em excesso . Realmente se fosse uma "joona ninguem" ficaria tudo por ai porem como parece ser do "plantel" do queridinho da Seleção , o caldo entorna e afinal , o grande "çábio" dos gramados não deve ser contrariado num periodo tão importante para o Pais como o atual.
Concordo com os demais Comentaristas a respeito da manutenção da privacidade porem apenas para os que desta forma procederem. jogadores de futebol e outras "catigurias" menos votadas simplesmente tem uma patologica atração por aparecer na midia que é sempre bom lembrar , vive disso.
Colocar uma " Go-Pro " no banheiro de alguem realmente seria uma invasão de privacidade mas neste caso , tenho convicção de que não é o caso.
Por outro lado é publico e notorio que esta pouco nobre "catiguria" de marias-chuteira ou seja la qual for o nome , simplesmente são "corsarias sociais" em busca de uma aposentadoria precoce que via de regra passa por uma boa "barrigada" em algum neo-riquinho importante mais distraido , algumas viram ate apresentadoras de televisão !
Creio que a Nobre Juiza paulista agora deverá dar prosseguimento na sua cruzada moralizadora expedindo algumas centenas de milhares de mandatos de busca e apreensão nas residencias dos incautos que adquiriram a publicação da Editora Abril. É mais uma medida INOCUA que ajuda a desmoralizar a nossa Justiça????? sempre atabalhoada com bobagens deste calibre na atual era nauseante da ditadura de momento do "politicamente correto".
E la vem o Brasil descendo a ladeira , não é verdade Mestre Moraes Moreira ?

Ponderemos

Gabriel da Silva Merlin (Advogado Autônomo)

E se uma revista colocasse uma foto da namorada do "zé da esquina", será que haveria também essa defesa à privacidade?
Sinceramente tenho minhas dúvidas.

Vida privada

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Existe no Brasil uma verdadeira indústria de exploração da vida privada, de marcas e de propriedade industrial, ao passo que temos uma grande omissão em geral quando o assunto é discutir a coisa pública, a conduta de agentes público no exercício da função, e tudo o mais que realmente é interesse coletivo. Assim, a meu ver agiu certo o Juízo pois a mídia precisa encontrar seu caminho ao invés de comprometer a vida privada e explorar gratuitamente o que não lhe pertence.

Troca com troco....

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Troco a imagem da anterior (estampada na capa da Playboy) pela atual (ainda oculta em mistérios -o que a torna mais desejável- ) e ainda dou troco. Quanto ao jogador -"o dono das bolas" - só espero que faça a sua parte no campo, chafurdando-se entre os outros 11 mal-cheirosos hermanos suados antagonistas, deixando a moçoila povoar a fértil imaginação dos leitores e de "nosoutros".

Interpreta-se a lei

Observador.. (Economista)

De um jeito que acaba sendo apenas o que é....censura. A pessoa ( com todas as restrições que tenho à este tipo de conduta ) apontou que "encantou" o tal cidadão da bola.
Este "encantou" nada significa .Uma pessoa pode encantar outra sem nem ao menos conhece-la.
A atriz Romy Schneider encantava meu pai.....tendo um oceano e diversos graus de separação em tal encantamento...
Brincadeiras à parte, achei excessiva e rigorosa decisão; além de propaganda pois a revista já deve estar perto de ser esgotar nas bancas.Afinal, nada como proibir algo para aguçar a curiosidade humana.

juiza é contra a playboy

silveira (Consultor)

dizer que encantou , é diferente de namorada é so olhar o dicionário, alhos é diferente de bugalhos , assim que é diferente de adv com rabula

Conjur ajudando na blindagem do "rei" do gramado , parabens!

hammer eduardo (Consultor)

O CONJUR esta de parabens pois agora protege tambem esta pleiade de semi-analfabetos bons de bola que trazem alegria para o Povão.
Meu comentario de maneira nenhuma poderia ser ofensivo pois baseou-se no que a Imprensa mostra fartamente sobre este bando de nescios que são endeusados por setores variados devido ao fato de saberem ( apenas isso, nada de cultura por mais simples que seja , POR FAVOR!) ) jogar bola. O fenomeno é antigo e não vai mudar.
Se fazem tanta questão de "privacidade" , que tenham estilos de vida mais de acordo com tal tipo de pleito afinal a Imprensa vive de vender as trapalhadas que cometem diariamente aos borbotões.
A Editora Abril ja informou agora a noite que não vai recolher NADA pois simplesmente não foi notificada, tambem se tiver que faze-lo , vai poder levar todo o material das bancas pelo Brasil numa Kombi ja que os que tinham que comprar ja o fizeram , quem nem estava prestando atenção correu para as bancas e uma boa parte não vai dar grana para os Civita optando por ver "digratis" a pudica moçoila mostrando seus unicos atributos terrenos para deleite dos que amam não as mulheres mas o photoshop de qualidade.
Pena que a Playboy com os anos perdeu gas e hoje tem poucos artigos interessantes e as mulheres de um modo geral são apenas empurradas para a exibição devido a notoriedades discutiveis , a turma do photoshop faz o resto.
Lamento uma vez mais pelo CONJUR pois esta critica esta praticamente igual a anterior , continuem censurando , saudades do Armando Falcão que ao menos não bancava o democrata de fachada, era aquilo mesmo........

Nota da Redação - comentário ofensivo Comentário editado

hammer eduardo (Consultor)

Comentário ofensivo removido por violar a política do site.

Comentar

Comentários encerrados em 4/07/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.