Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

13 suicídios

Agentes da PF querem que Ministério Público fiscalize saúde dos servidores

A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) decidiu encaminhar um pedido ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para cobrar a fiscalização das condições de saúde dos profissionais que atuam na Polícia Federal. A medida foi discutida após o relato de que um agente da Delegacia contra Crimes Institucionais, ligada à superintendência de São Paulo, tentou se matar nesta segunda-feira (23/6) com um tiro na boca.

Segundo a entidade, o agente passou por cirurgia e estava até a tarde desta segunda em estado gravíssimo. De acordo com o blog do jornalista Claudio Tognolli, que divulgou a informação, o número de suicídios por parte de servidores da instituição é alto: foram 13 nos últimos três anos. A Fenapef atribui as ocorrências a problemas psicológicos e assédio moral no trabalho.

O diretor jurídico da federação, Adair Ferreira dos Santos, disse à revista Consultor Jurídico que está elaborando uma representação para pedir que o Ministério Público Federal fiscalize as condições dos servidores e o descumprimento de um acordo firmado entre os agentes, o Ministério da Justiça e a Secretaria de Direitos Humanos em 2010. Havia-se negociado naquela época a implantação de um acompanhamento diário das condições “biopsicossociais” dos agentes, segundo Santos.

O Ministério Público tem prerrogativa de fazer o controle externo da autoridade policial. Ainda de acordo com o Blog do Claudio Tognolli, o vice-presidente da Fenapef, Luis Antônio de Araújo Boudens, declarou que “a intervenção do MPF se faz necessária e urgente”.

Revista Consultor Jurídico, 24 de junho de 2014, 10h07

Comentários de leitores

3 comentários

agentes da Pf querem fiscalização do mgf

silveira (Consultor)

alem do livro : suicidios & saber medico , conheço pelo menos uns 15 estudantes de sociologia aqui em são paulo escrevem o tcc sobre o assunto digo isto , porque sou procurado para falar sobre o assunto , pois trabalho na área da segurança privada e este tipo de acontecimento é comum mas poucos dados são claros para a sociedade, empresas de seguro se nega a falar sobre o assunto , o único local que consegui dados é no serviço funerário da cidade, pois este orago recebem os dados sobre as mortes para enviara a previdência social, a fenapef, pode buscar a previdência e descobrir mais dados com mais facilidades para debater o assunto,eu gostaria que esses dados fossem mais claros a sociedade, para se pensar como se evitar veja este link : http://noticias.terra.com.br/mundo/europa/estudo-crise-economica-causou-10-mil-suicidios-em-3-anos,bdd042c5faf86410VgnCLD200000b2bf46d0RCRD.html

suicidios na PF

silveira (Consultor)

uma boa literatura sobre o assunto o livro suicidos & saber medico , muito bom

agente da PF e os suicidios

silveira (Consultor)

demorou pra que se faça uma fiscalização, nesta área, na área comum, quer dizer outros profissionais, tem acontecido aos montes a tentativa e os suicídios, como ja esta claro que isto ja se caraterizou que é um problema social, dado as frustrações que o ser passa, mesmo a aqueles que são letrados , as frustrações traz ansiedade, tristeza, falta de perspectivas de solução dos problemas, ou tudo que lhe passa a frente e não consegui respostas , a tudo isto , pode se chegar a esta atitude. lamentamos que um ser humano tenha que recorrer ao suicídio, os menos letrados, deixam de acreditar na vida e vao para as ruas e deram a vida vir do jeito que vir e pronto.. a vida miseravel de muitos que vemos nas ruas são produtos de frustacao , ansiedade tristezas

Comentários encerrados em 02/07/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.