Consultor Jurídico

Comentários de leitores

10 comentários

Advocacia de Massa

Francisco Alves dos Santos Jr. (Juiz Federal de 1ª. Instância)

Marcos Alves Pintar tem razão, pois, como juiz federal tenho recebido petições longas e sem qualquer nexo com a causa em debate e, em audiências, comparecem jovens advogados(as) que não sabem o motivo pelo qual estão ali e quando têm que se manifestar sobre alguma questão que surge no decorrer da audiência, limitam-se a dizer "deixo ao alto critério de V. Exa.". E o pior é que são sub-remunerados(as) pelo Escritório, no qual são admitidos como "sócios", para burlar a legislação trabalhista. Neste aspecto, está na hora de a fiscalização do Ministério do Trabalho atuar.
Francisco Alves dos Santos Jr, juiz federal, 2ª Vara-PE.

Atesta qualidade Escritório Nelson Wilians

Rondon (Advogado Autônomo - Empresarial)

Prezados Senhores,
Diante dos comentários anteriores não pude deixar de manifestar, para aqui atestar a qualidade dos serviços prestados pelo Escritório Nelson Wilians Advogados. Sou Procurador Autárquico Geral do Departamento de Água e Esgoto de Uberlândia e posso dizer que tendo sido contratado por meio de licitação, referido Escritório vem prestando excelentes serviços a nossa Autarquia, com preços compatíveis, com rapidez, com qualidade acima da média. O atendimento direto e personalizado com o gerente local realmente tem nos propiciado segurança e tranquilidade na defesa do interesse público.

Contato

Lorení (Advogado Autônomo - Civil)

Gostaria de saber se este escritório tem interesse em abrir uma filial no interior do Rio Grande do Sul, cidade de Ijuí/RS. E todas as demais informações, em caso positivo.

Ao Sr. Alexandre (Advogado Assalariado)

DPTL (Advogado Autônomo - Tributária)

Não existe qualquer atecnia linguística na utilização conjunta dos termos "subida" e "vertical". A "vertical" é uma linha imaginária que corresponde exatamente à direção da força de gravidade; perpendicular ao horizonte, portanto. A subida pode ser vertical ou não.

Grandes escritórios

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Eu não conheço a banca citada na reportagem, mas posso dizer que alguns dos supostos "grandes escritórios" são, na verdade, pura picaretagem. O que eles fazem é preencher formulários e inundar os fóruns com petições quilométricas sem nenhum conteúdo. Ainda há pouco eu trabalhava aqui em uma representação ao Tribunal de Ética da OAB relativo a essa picaretagem que estão desenvolvendo a título de "advocacia". Ingressamos com uma ação em favor de um colega, que teve sua linha telefônica suspensa por uma conta em atraso, quando a operadora se recusava a enviar a fatura para pagamento (no valor de R$20,00). A antecipação de tutela foi deferida, e a linha restabelecida normalmente. Alguns meses depois veio a sentença de condenação, quando através do escritório picareta a operadora recorreu alegando que a linha não poderia ser restabelecida porque vendida a outro usuário, e que a condenação em danos morais improcedia (nem havia pedido ou condenação em danos morais). Enfim, a peça processual não guardava nenhuma relação com o caso dos autos, envergonhando a advocacia e fomentando a dispensabilidade do advogado, que naquele caso só estava a atrapalhar o final do processo. A picaretagem foi de tal monta que eles apelaram, mas depositaram a verba sucumbencial a que foram condenados. Espero que o escritório citado na reportagem não seja mais entre os que estão destruindo a advocacia nacional em prol do lucro fácil em favor de mercenários do direito.

Ao Alexandre (Advogado Assalariado)

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Acho que era para digitar "vertiginosa", mas o preenchimento automático do editor de textos e a fala de correção prévia não deixaram...

Conjur e o óbvio ululante

Alexandre (Advogado Assalariado)

Conjur, explica pra gente quais são as outras modalides de subida além da vertical.

Associação?...

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Se tiver de suportar o "Custo-Brasil" em igualdade de condições com os demais empreendedores, não conseguirá.
Os tais "contratos de associação", em que o associado somente assume os ônus são o maior escarnio que se pode fazer...
Basta consultar rotatividade e os reiterados casos de "pedidos de rescisão" averbados nas seccionais.
Tem gente que não sabe fazer o "Ó com o copo", mas em razão da burla às obrigações faz pose de "empreendedor de sucesso".
Contrato de associação é piada!

Nota da Redação - comentário ofensivo Comentário editado

daviddg (Advogado Assalariado - Civil)

Comentário ofensivo removido por violar a política do site.

Um olhar sobre o outro lado

Márcio Felipe (Advogado Assalariado - Civil)

Respeito e admiro todo empresário seja de qual ramo for. Em nosso país, crescer e se desenvolver é um fenômeno a ser respeitado. No entanto, no que diz respeito aos grandes escritórios de advocacia, estamos acostumados a ler reportagens sobre grandes bancas, seus fundadores, suas filiais, enfim, o glamour que envolve os advogados e advogadas dos grandes escritórios. Gostaria de ler uma entrevista sobre alguns destes milhares dos advogados anônimos e sobre a qualidade de vida que levam, a carga horária de trabalho, remuneração, etc A partir deste ponto, dependendo da resposta, me ponho de pé e aplauso toda e qualquer banca. Falar em crescimento financeiro e expansão de bancas às custas de advogados que não ganham o suficiente para planejar uma vida minimamente decente e ainda encaram jornada de trabalho que os impeçam de ter uma vida familiar digna, não passa de um olhar parcial sobre o tema. De qualquer forma, parabéns a todas as bancas grandiosas, famosas e aos profissionais que geram empregos, ainda que possuam enorme índice de "turnover".

Comentar

Comentários encerrados em 14/06/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.