Consultor Jurídico

Colunas

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Agenda de Concursos

Paraná, Rio e Minas oferecem, juntos, 255 vagas para defensor público

Por 

Três estados farão concurso para Defensor Público: Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Juntos oferecem 255 oportunidades.

Com 129 vagas, a Defensoria Pública do Paraná (DPE-PR) é a que mais tem oportunidades. Além das vagas existentes, também haverá formação de cadastro de reserva. O salário inicial é de R$ 11.377,80. As inscrições podem ser feitas até o dia 27 de junho pelo site da Universidade Federal do Paraná (UFPR), responsável pela execução do concurso. A taxa é de R$ 220.

Com um salário maior, R$ 16.022,94, e já com aumento previsto para R$ 18.935,15 em maio de 2015, a Defensoria Pública de Minas Gerais (DPE-MG) fará concurso para preencher 100 vagas. A Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep) será a responsável pelo concurso que terá inscrições abertas somente no dia 11 de agosto. A prova objetiva está prevista para o dia 19 de outubro.

Já a Defensoria Pública do Rio de Janeiro (DPE-RJ) é a que oferece menos vagas, apenas 26 vagas. Para este concurso, as inscrições podem ser feitas até o dia 31 de julho, pelo site da própria defensoria. A taxa de inscrição é R$ 220. O salário não foi divulgado.


Polícia Civil de SC
A Polícia Civil de Santa Catarina está selecionando 66 delegados de polícia substituto. O salário incial é de R$ 13.184,05. Para concorrer é necessário ser bacharel em Direito. As inscrições vão até o dia 26 de junho e podem ser feitas pelo site da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe). A taxa é de R$ 200.


Direito dos candidatos
O diretor pedagógico da rede LFG, Francisco Fontenele e o professor da rede, Alessandro Dantas, lançam nesta quarta-feira (4/6), em São Paulo, 
o livro Concurso Público | Direitos Fundamentais dos Candidatos, pela editora Método. A ideia surgiu principalmente pela falta de uma legislação específica sobre os direitos dos candidatos e a necessidade de informar a respeito das garantias pautadas nos princípios constitucionais e em entendimentos jurisprudenciais. O lançamento será às 18h, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional.


Veja os concursos em andamento para área jurídica:

Região Centro Oeste

Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS)
Cargo: Notário
Vagas: 74
Remuneração: Não divulgada
Requisitos: Bacharelado em Direito ou ter exercido função em serviços notariais ou de registros por no mínimo 10 anos
Inscrições: Até 4 de julho pelo site do Ieses — Cliqueaqui para acessar
Taxa: R$ 200


Região Norte

Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região (PA e AP)
Cargo: Juiz substituto
Vagas: Uma
Remuneração: R$ 23.997,19
Requisitos: Bacharelado em Direito e exercício de atividades jurídicas por pelo menos três anos
Inscrições: Até 5 de junho pelo site do TRT-8 — Clique aqui para acessar
Taxa: R$ 200

Tribunal de Justiça do Pará (TJ-PA)
Cargo: Analista Judiciário
Vagas: 84
Remuneração: R$ 3.218,56 + gratificações e auxílios
Requisitos: Bacharelado em Direito
Inscrições: Até 16 de junho pelo site da Vunesp — Clique aqui para acessar
Taxa: R$ 100

Tribunal de Justiça do Pará (TJ-PA) 
Cargo: Oficial de Justiça Avaliador
Vagas: 25
Remuneração: R$ 3.218,56 + gratificações e auxílios
Requisitos: Bacharelado em Direito
Inscrições: Até 16 de junho pelo site da Vunesp — Clique aqui para acessar
Taxa: R$ 100

Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM)
Cargo: Notário
Vagas: 26
Remuneração: Não divulgada
Requisitos: Bacharelado em Direito ou ter exercido função em serviços notariais ou de registros por no mínimo 10 anos
Inscrições: De 26 de maio até 4 de julho pelo site do Ieses — Cliqueaqui para acessar
Taxa: R$ 200 


Região Sudeste

Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RJ e ES)
Cargo: Juiz substituto
Vagas: 56
Remuneração: 23.997,19
Requisitos: Bacharelado em Direito e exercício de atividades jurídicas por pelo menos três anos
Inscrições: Até 10 de junho pelo site do TRF-2 — Clique aqui para acessar
Taxa de inscrição: R$ 190

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 4 de junho de 2014, 8h00

Comentários de leitores

1 comentário

melhor defender bandido do que prender

daniel (Outros - Administrativa)

melhor defender bandido do que prender, esta é a lógica do PT ao não estimular a polícia, mas apenas quem defende o bandido (defensoria) que recebe mais.

Comentários encerrados em 12/06/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.