Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

É cada um que aparece aqui! Deviam ser comediantes... Kkkkk

AWM (Outros)

Quer dizer então que a Defensoria Pública já está tão poderosa que manda no CNJ e até na ONU? Kkkkkk, meu povo, melhorem! É só estudar que vocês passam no concurso... Pode ser para Defensor Público, Juiz, Mp, ou qualquer outro... Percam tempo falando isso não! Fica feio! Da a impressão que é recalque...

lobby da defensoria para enxugar gelo..

daniel (Outros - Administrativa)

estudo da ONU é um absurdo, afinal por qual motivo não defende uma rede de assistência jurídica no presídio ? Nos Estados Unidos ONGs atendem nos presídios, no Brasil a Defensoria quer monopólio e quanto mais gasta-se com a Defensoria, mas se aumenta o número de presos, basta analisar os números. Além disso, a Defensoria está atendendo pessoas que podem pagar advogado.

Errata.

E. Bona (Consultor)

Quando digo "Juarez Cirino Soares", leia-se Juarez Cirino dos Santos. Perdão, Professor. Acrescento outro: Renè Ariel Dotti, inclusive noticiado no ConJur estes dias.
Todos esses e muitos outros já denunciaram por diversas vezes a perversidade do sistema penal, do processo penal e da execução penal no Brasil.

Novidade, né?

E. Bona (Consultor)

Não é de hoje que isso é apontado como problema. Não é de hoje que sabemos que está na cadeia é pobre e/ou negro. Não é de hoje que existe essa "superlotação carcerária de detentos provisórios", que não sabem e nunca saberão do que passa em seu processo.
Criminalistas "abominados" pela grande maioria de juízes, desembargadores e ministros denunciam a muito tempo. Cito só dois, do meu Estado do Paraná: Juarez Cirino Soares e Jacinto Nelson de Miranda Coutinho. Há, ainda, Bittencourt e muitos outros. Lênio Streck, colunista deste site, também.
No que toca à questão da parte processual dos presos provisórios e os abusos no instituto ("ordem pública", pra quem?) Aury Lopes Jr. e Pacelli de muito tempo denunciam. Ninguem os ouve. Ninguem quer ouvir o lado dos detentos.
Aí quando estoura a bomba, precisa da ONU pra dizer o que todos já sabíamos e nunca tomamos providência.

Tendencioso...

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Em vez de dizer da "falta de assistência", "da falta de fiscalização do Judiciário", vai falar da "falta de cargos públicos"?

Comentar

Comentários encerrados em 28/01/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.