Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Processo mantido

Viúva da Mega-Sena responderá por falsidade ideológica

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve a ação ajuizada pelo Ministério Público que denuncia a cabeleireira Adriana Ferreira Almeida por falsidade ideológica. Ela é viúva de Renné Senna, o milionário da Mega-Sena, morto em 2007. A 6ª Câmara Criminal rejeitou o recurso impetrado pela defesa dela, que buscava anular o processo.

O MP questiona a compra de uma cobertura na cidade de Arraial do Cabo, na região dos Lagos, sem o conhecimento de Renné Senna. Os dois se casaram em janeiro de 2006. Quase um ano depois, a ré teria comprado a cobertura. No entanto, na assinatura do documento, Adriana não declarou ser casada com o ex-lavrador.

Renné Senna foi morto em janeiro de 2007, dois anos depois de ganhar R$ 52 milhões na Mega-Sena. Ainda não há previsão para o julgamento do caso. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-RJ.

Processo 0019645-89.2012.8.19.0000

Revista Consultor Jurídico, 15 de janeiro de 2014, 19h18

Comentários de leitores

2 comentários

Como uma novela

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Fato muito triste, esse que aconteceu aqui em Rio Bonito. A fazenda adquirida em vida pelo falecido, está abandonada, e, o Ministério Público e a justiça local nada fazem para mantê-la funcional. Muito triste mesmo, esse fato quase que novelesco.

Assassina...

Pek Cop (Outros)

Tá na cara que ela queria ficar com tudo e ser livre para voar...cana!

Comentários encerrados em 23/01/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.