Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

40 advogados

Banca focada em contencioso é inaugurada em SP, RJ e Brasília

Por 

Nesta terça-feira (7/1) entrou em atividade o escritório Galdino, Coelho, Mendes, Carneiro Advogados (GCMC), com sedes em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O escritório é resultado da associação de advogados essencialmente voltados para a área de contencioso, e nasce com mais de 100 integrantes, sendo 40 advogados.

Os integrantes de GCMC têm experiência na advocacia contenciosa judicial e arbitral, inclusive nos tribunais superiores, estando à frente de causas de elevado valor e importância, assim como atuam em algumas das mais relevantes recuperações judiciais do país, como os casos Delta, Rede e OSX.

Os principais sócios do escritório são Flávio Galdino, Sergio Coelho, João Mendes de Oliveira Castro, Bernardo Carneiro, Rodrigo Candido de Oliveira, Eduardo Takemi Kataoca, Leandro Cariello e Cristina Biancastelli.

Galdino é professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro desde 1999 e, em 2013, deixou o Xavier Bragança Advogados — junto com Bernardo Carneiro, Leandro Cariello e Cristina Biancastelli —; Coelho foi sócio da banca Coelho e Ancelmo, no Rio de Janeiro; Candido de Oliveira é membro da Comissão de Arbitragem do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil e integrante do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-RJ; e Kataoca foi advogado do Castro Barros Sobral Gomes Advogados por quatro anos.

Os principais clientes da carteira da banca são das áreas da construção civil, planos de saúde, transportes, telefonia e petróleo.

 é chefe de redação da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 7 de janeiro de 2014, 17h02

Comentários de leitores

2 comentários

Merchan ?

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Lamentável, CONJUR. Qual o interesse literário ou prático de uma notícia desse tipo ? (criação de um mega escritório de advocacia?). Sem qquer. propósito o "merchandising". A continuar com esse tipo de notícia, deveriam estabelecer um balcão de anúncios de escritórios e cobrar pela propaganda. Pode parar !

Merchan ?

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Lamentável, CONJUR.

Comentários encerrados em 15/01/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.