Consultor Jurídico

Comentários de leitores

8 comentários

Crime hediondo

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Subtrair o dinheiro de pessoas idosas nesta condição deveria ser crime hediondo, pois advogado é como médico só procuramos quem confiamos, por isso além de tudo trata-se de uma traição, não só aos clientes como à advocacia. No tocante ao famoso caso citado Oliveira neves, outros advogados menos famosos e influentes que utilizavam a mesma pratica de abrir empresas no Uruguai foram condenados.

Liberdade para evitar riscos semelhantes

Prætor (Outros)

As pessoas deveriam poder acessar o Poder Judiciário sem intermediários, se assim preferissem, evitando os riscos que a pobre Sra. mencionada na reportagem, pobrezinha, sofreu, morrendo sem receber os R$ 100 mil que a Justiça lhe garantiu, mas infelizmente não pôde desfrutar em vida.
Se na terra da liberdade, até em matéria penal as pessoas podem se autodefender, por que não aqui?

Conspiração II

Axel (Bacharel)

Cuidado, Pintar. Imagine a quantidade de gente envolvida neste momento num plano macabro para perseguir os advogados, orquestrado pelas mais diversas instituições.
Ainda bem que existe você para nos alertar. Precisamos nos unir antes que nos eliminem. Vamos enfrentar juntos, porque juntos somos fortes. Nós dois, unidos, reuniremos milhões nesta luta contra todos que querem o nosso fim, inclusive a OAB e a polícia. Eles nunca nos vencerão.
Você faz a sua parte denunciando este plano perverso aqui no site e eu faço a minha, propondo o seu nome para secretário-geral da ONU. Tenho certeza que quando você chegar lá, estaremos preparados para enfrentar esta ameaça, que tanto preocupa nossa classe.
Nunca seremos exterminados. Nunca.

Realidade

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Há quase uma década o escritório do colega Oliveira Neves era destruído pela Polícia Federal. O escritório foi invadido, com cobertura ao vivo pelas grandes redes de televisão, arquivos foram arrebantados, advogados e estagiários presos. O próprio Oliveira Neves foi preso, permanecendo encarcerado por vários meses. Não era pouca coisa, pois nessa época de acordo com relato do próprio Advogado o escritório reunia cerca de 300 colaboradores, entre advogados e auxiliares, com várias filiais. Uma ação penal foi festivamente recebida pela Justiça, elencando-se em páginas e mais páginas uma sucessão interminável de delitos. Os advogados reclamaram, alegando atuação abusiva de magistados, agentes policiais e membros do Ministério Público, e foram execrados públicamente, nominados de "protetores de bandido", lunáticos e tudo o mais. Conforme o tempo foi passando as máscaras foram caindo, até que a última acusação falsa foi derrubada. Oliveira Neves e seu escritório JAMAIS HAVIAM COMETIDO UMA ÚNICA CONDUTA IRREGULAR. Todas as acusações eram falsas. Restaram escombros, e a carreira de um profissional sério destruída.

Ataque ao debatedor, não à ideia

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Ora sr. Axel (Bacharel), se não possui condições de ler um texto e compreender adequadamente o conteúdo, conforme demonstra em seu comentário, deveria privar-nos de vossas agressões gratuitas e dos ataques aos debatedores (ao invés de se centrar no conteúdo da reportagem). Onde está escrito algo sob "conspiração"? Por outro lado, o sr. é livre para tirar a conclusão que quiser das ideias que esboço publicamente, e inclusive discordar e até mesmo rir se quiser, mas não lhe assiste o direito de querer determinar o que eu devo ou não fazer, ou a profissão que vou exercer, ou vigiar o que eu faço ou deixo de fazer na minha vida privada, nem mesmo lhe sendo lícito usar de vossas costumeiras agressões para atacar os debatedores ao invés de contraditar as ideias. Se discorda do que foi escrito demonstre seu ponto de vista (se possuir condições intelectuais para isso), e cumpra as regras sobre comentários do site (http://www.conjur.com.br/a/politicas).

Conspiração???????

Axel (Bacharel)

Conspiração do MP e do Judiciário para prender todos os advogados do Brasil e expropriar seus bens? Acho que o comentarista abaixo sofreu um surto incontrolável de delírios, kkkkkkkk!
Será que eu, como ex-advogado, também poderei ser vítima deste terrível conluio, que com certeza também tem a participação da CIA e dos guerreiros alienígenas mutantes de Saturno?
Como uma vez disse um comentarista, a melhor parte de visitar este site é ler os comentários do Marcos Pintar e rir deles, quase sempre manifestando a sua incurável mania de perseguição.
Também é engraçado pensar que ele fica 365 dias por anos reclamando do Judiciário, sempre tão malvado,do MP, da polícia, da OAB, e não pensa em mudar de profissão. Existem milhares de profissões onde ele não precisaria sofrer tanto na mão de um Poder tão cruel...

OAB: maior inimiga da advocacia II

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Por óbvio que a Ordem dos Advogados do Brasil não deve, sob nenhuma hipótese, ser conivente com desvios de advogados. Mas é certo que a Ordem existe justamente para preservar as prerrogativas dos advogados, impedindo ou neutralizando os atos de arbítrio. O sonho dos 16 mil juízes e 18 mil membros do Ministério Público no Brasil é prender todos os advogados e expropriar todos os bens deles, sendo certo que a Ordem deve estar atenta a cada ato que denote abuso, procurando resguardar não só a dignidade do advogado que eventualmente é agredido mas de toda a classe. No caso sob análise, não sei dizer se os advogados acusados são culpados ou inocentes. Não conheço o caso, e caberá à Justiça dizer quem está com a razão, mas resta claro que a OAB não vem cumprindo seu papel. Em uma situação como essa, a OAB deveria analisar detidamente os autos e chegar a uma conclusão sobre a existência ou não de culpa, expondo a posição da Entidade de forma clara a toda a sociedade. Note-se que há alegações de cessão de crédito, assunto que tem rendido muita polêmica em face ao desconhecimento do instituto. Além disso, a OAB deveria vir a público denunciar a forma facista com que a imprensa vem tratando do caso, expondo única e exclusivamente o que interessa à acusação sem conferir a mínima atenção à defesa. Nós já tivemos no Brasil dezenas de casos semelhantes, inclusive com prisões espetaculosas e cobertura ao vivo pelas grandes redes de televisão, quando se concluiu ao final que os advogados eram inocentes, resultando em carreiras arruinadas e vidas destroçadas, mas uma boa oportunidade para alguns outros advogados abocanhar uma fatia do mercado deixada pela ruína de causídicos honestos e comprometidos com os ideais da advocacia.

OAB: maior inimiga da advocacia

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Mais uma ação espetaculosa da Polícia Federal, com amplo apoio da OAB. Consta em outros sites de notícias que a denúncia ofertada pelo Ministério Público em face aos advogados já foi recebida pela Justiça, o que gera dúvida razoável quanto à real utilidade dessa "mega operação" da Polícia Federal nesta fase. Essa não é a primeira nem a segunda vez que ocorrem situações semelhantes, quando se constatou ao final que os advogados acusados eram inocentes. Note-se que não há no noticiário (e olha que pesquisei em vários veículos de notícias) uma única palavra relacionada à defesa. Só há alegações da acusação e de clientes supostamente lesados, sem se esclarecer exatamente como ocorreram as lesões ou se os supostos clientes lesados pagaram os honorários advocatícios ajustados. Há até mesmo alegações de compra de avião, contratação de um cantor de música sertaneja para aniversário da filha, mas absolutamente nenhuma declaração ou consideração sobre a tese de defesa, como se essa fosse completamente irrelevante.

Comentar

Comentários encerrados em 2/03/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.