Consultor Jurídico

Notícias

Luto no Judiciário

Morre desembargador aposentado Alvaro Lazzarini

O desembargador aposentado Alvaro Lazzarini, que foi vice-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo e presidente do Tribunal Regional Eleitoral entre 2004 e 2005, morreu no último domingo (16/2) aos 77 anos. O corpo dele foi velado no Palácio da Justiça, e o sepultamento estava marcado para a tarde desta segunda-feira (17/2) no Cemitério do Morumby, no bairro do Morumbi, em São Paulo.

A causa da morte não foi divulgada. Foi decretado luto oficial por três dias, hasteando-se a meio mastro a Bandeira Nacional, na sede do Tribunal de Justiça e nas demais unidades do Judiciário no estado. “Perco um grande amigo”, lamentou em nota o presidente do TJ-SP, desembargador José Renato Nalini.

Natural de Jundiaí, Lazzarini (foto) formou-se pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC), na turma de 1962. Ingressou na magistratura três anos depois, nomeado como juiz substituto para a 2ª Circunscrição Judiciária, com sede em Santo André.

Passou por várias comarcas, até que em 1979 foi removido para o cargo de juiz substituto de 2º grau, pelo critério de merecimento. Em 1983, foi promovido a desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e tornou-se integrante do Órgão Especial a partir de 1995. Foi eleito vice-presidente do TJ-SP para o biênio 2000-2001. Pai do desembargador Alexandre Alves Lazzarini, ele havia se aposentado em abril de 2006.

O presidente da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcos da Costa, lamentou a morte do desembargador, a quem atribuiu “uma das mais brilhantes trajetórias pela magistratura do estado, além de ter sido um professor de Direto que formou gerações de operadores do Direito”.

Outras mortes
O TJ-SP informou ainda a morte de outros dois desembargadores que estavam aposentados: Getulio Correia das Neves, na sexta-feira (14/2), e Isabela Gama de Magalhães Gomes, no domingo (16/2). Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP e da OAB-SP.

* Texto atualizado às 18h51 do dia 17/2/2014 para acréscimo de informações.

Revista Consultor Jurídico, 17 de fevereiro de 2014, 18h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/02/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.