Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Demolição do Morro do Castelo

Florencio (Advogado Autônomo)

Apenas um detalhe! Desde o final do século XIX, depois da Proclamação da República, já se cogitava da demolição do Morro do Castelo, razão da Consulta em 1903. O Morro, contudo, só foi demolido em 1922 e não em 1903.

A SOLUÇÃO para os MALES que aqui se INSTALARAM

Citoyen (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Pergunta o Colega Battilani se há solução.
Verdade é que cada um daria uma solução.
Mas eu acho que a SOLUÇÃO é a RETIRADA da LEGITIMIDADE do CONGRESSO e de nossos GOVERNANTES.
Como se TIRA a LEGITIMIDADE?
Vejam, se TODOS NÓS VOTARMOS em BRANCO, estamos dizendo ao PODER que CUMPRIMOS o DEVE CONSTITUCIONAL de VOTAR, mas NÃO ACHAMOS EM QUEM VOTAR.
É óbvio que alguns dirão que só o PODER estará beneficiado. É verdade, porque no nosso sistema alguém pode se eleger com apenas UM VOTO. Mas o fato é que, aquele que se eleger com uma MINORIA de VOTOS, NÃO TERÁ LEGITIMIDADE para GOVERNAR e seus ATOS serão írritos de direito, ainda que ele sustente que, como ELEITO, PODERIA PRATICÁ-LOS.
Anular o VOTO, diriam outros, surtiria o mesmo efeito. Todavia, na anulação, NÃO ESTOU SENDO TÃO EXPRESSIVO na MINHA MANIFESTAÇÃO de VONTADE. No voto nulo, alguém dirá: ele errou. No VOTO em BRANCO, isto NÃO PODERÁ SER DITO, porque ALGUÉM, o ELEITOR, 1) FOI À MESA ELEITORAL; 2) NÃO VOTOU EM NINGUÉM, PORQUE NÃO CONSIDEROU ALGUÉM COMPETENTE PARA RECEBER o VOTO ou REPRESENTÁ-LO em QUALQUER ÂMBITO do PODER.
Deixar de votar, também, NÃO É A SOLUÇÃO, porque QUEM NÃO VOTA NADA DIZ e, além de tudo, PAGARÁ uma SANÇÃO, ainda que pequena, mas que o PODER poderá lhe impor!
PORTANTO, COLEGA BATTILANI, a solução está próxima, e ela se caracteriza por VOTAR em BRANCO.

um crime...

Neli (Procurador do Município)

contra a natureza a destruição do Morro do Castelo.

Naquele tempo...

Sergio Battilani (Advogado Autônomo)

Em outras épocas- quando muito diferente a moral e a ética-, até mesmo para a União receber patrimônio, necessitava de autorização do Congresso!
.
Hoje, milhões, bilhões de créditos (supostos empréstimos) da União com outros países são perdoados. Isso quando não empregam diretamente nossos sacrificados recursos em países da mesma matiz política, na construção de portos, oleodutos, metrôs, QUANDO POR AQUI NADA FUNCIONA!
.
TEM SOLUÇÃO?

Comentar

Comentários encerrados em 21/02/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.