Consultor Jurídico

Notícias

Barreira de processos

Desembargadores pedem a governador de SP remuneração de conciliadores

Comentários de leitores

5 comentários

Mais "juízes". Grave inconstitucionaliade.

SebasGonçalves (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Surpreendente essa notícia.
A Constituição assegura o juiz natural e empurram aos jurisdicionados os tais conciliadores, não previstos na Constituição. Sugiro juizes por categorias: juiz para JECs e Juiz de Primeiro Grau. Todos a serem admitidos mediante concursos públicos. O juiz de JECs receberia R$5.000,00 e entraria para Juiz de Primeiro Grau por concurso (e não por promoção). Considero uma falácia falar em generalizar o arbitramento se 90% das questões de repercussão geral no STF se referem ao Poder Público e a funcionário público. Arbitramento imposto só ao particular? E permanecem a mesma quantidade de julgadores com a obrigação de conciliar ou arbitrar? Não vou falar das assessorias, que os advogados gaúchos tanto falam. Não podemos aceitar conciliadores no lugar de juízes, os quais se limitam a "homologar" os rascunhos de sentença: ou seja, não participam de audiência alguma, não lêem os autos, e assinam a sentença: cadê o juiz natural? A Constituição está esfarrada.

Errado

Prætor (Outros)

Juízes tentam conciliar e julgam (além de 3.260 outras atribuições). Conciliadores apenas tentam conciliar.

Jeitinho brasileiro

Delegado Ari Carlos (Delegado de Polícia Estadual)

1. Os conciliadores existem em razão da carência de juízes. Até seria favorável ao projeto se os conciliadores tivessem suas hora/trabalho remuneradas com valor idêntico a dos juízes que estão substituindo.

2. Deixem de demagogia e contratem mais juízes.

tem gente que adora criar cargo de juiz para ter mais comple

daniel (Outros - Administrativa)

tem gente que adora criar cargo de juiz para ter mais complexidade de audiências de instrução.

Ora, o conciliador custa bem menos que o salário do juiz e tem rendido mais, logo não é a mesma coisa usar os "valores usados para conciliadores para pagar novos juízes".

Seis por meia dúzia

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Não seria a mesma coisa usar os valores que serão usados para pagar "conciliadores" para pagar novos juízes?

Comentar

Comentários encerrados em 7/09/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.