Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Fantasia, mas Estatística!

CONJUR... O DIREITO COMO ELE É. (Consultor)

Dr. Raul Haidar, causídico por quem tenho muito respeito e admiração. Badalação de lado, por desnecessária, ninguém pode lhe tirar o crédito da assertiva da escrita. Entretanto, depois de, data venia, assinar, abaixo, o seu Artigo - com as 4 patas de "intrépido sagitariano, nada Papiniano " -, colocaria um "P.S." dois pontos: o "eterno dono" da Associação Comercial de São Paulo, é Guilherme Afif Domingos, Ministro de um dos "39" e, antes de sê-lo, vice-Governador do Estado de São Paulo. E, aí, a minha crítica: com um homem desses, nos bastidores da ACSP, que "come nas duas bandas", servindo a "dois senhores", aonde nenhum deles é "flor que se cheire", aliás, fede, poderia prestar a informação gerada pelo IMPOSTÔMETRO (chute ou projeção estatística)?! A seu turno, quanto ao SONEGÔMETRO, antítese ou implemento do IMPOSTÔMETRO, que indicaria o "quantum debeatur" estariam sendo roubados os (des)governos, pergunto: o que os briosos, ciosos, justos, e temíveis Auditores Fiscais, nos três níveis, estariam fazendo?! Fiscalizando, emitindo autos de infração, em seus gabinetes, fundamentados em informações "sem alma", frias tal defunto, ou fazendo estatísticas "que em nada contribuem para o Brasil" e, ainda, à custa dos contribuintes?! Conclusão: "senta a pua" Dr. Haidar, a razão mais do que lhe assiste.

A questão do excesso

Galdino Filho - Advogacia Galdino e Rebêlo (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Respeito muito os textos do Dr. Haidar, tenho como prazerosa a leitura de textos como este de agora. Todavia peço permissão ao ilustre Advogado para do mesmo discordar na questão do excesso de exação. Durante cinco anos fui Procurador da Fazenda Nacional, pedi exoneração. Tenho certeza de que o Dr. Haidar, homem sereno, se houvesse sido, por cinco semanas que fosse, Procurador da Fazenda Nacional, não emitiria essa opinião de enquadramento do Procurador no crime de excesso de exação.

Associação Comercial de São Paulo é transparente

Mario Jr. (Advogado Autônomo)

Pelo menos quanto ao impostômetro eu devo discordar deste excelente articulista, porque a Associação Comercial de São Paulo é transparente ao divulgar a metodologia utilizada nele. Trata-se de uma estimativa com o intuito de denunciar a enorme carga tributária brasileira. Uma boa iniciativa num Brasil cercado de gente enriquecendo com o sistema tributário injusto. Mais iniciativas assim são necessárias.

Fonte: http://www.impostometro.com.br/paginas/perguntas-e-respostas

Mario Jr.

Excelente!

Samuel Cremasco Pavan de Oliveira (Advogado Autônomo)

Parabéns ao Dr. Raul Haidar. Este certamente é um de seus melhores textos publicados nesta ConJur. Muito lúcido e preciso.

Comentar

Comentários encerrados em 19/08/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.