Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ofensas na rede

Polícia investigará ataques a filho de Lula na internet

A Polícia Civil de São Paulo abriu inquérito para investigar a publicação de mensagens na internet que vinculam o nome de Fábio Lula, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a compra de fazendas e aviões.

O inquérito foi instaurado pela delegada Victoria Lobo Guimarães, do 78º Distrito Policial, a partir de representação recebida no último dia 2 de outubro dos advogados do escritório Teixeira, Martins & Advogados, defensores de Lulinha. Nos próximos dias, a Polícia irá ouvir seis pessoas sobre o caso.

Um dos citados na representação é Daniel Graziano, responsável pelo site Observador Político, do Instituto Fernando Henrique Cardoso (IFHC). Ele deverá identificar um leitor cadastrado no site que postou um comentário citando Lulinha.

“Estas publicações absurdas que têm surgido na internet, pretendendo vincular o nome do Fábio à compra de bens de elevado valor, caracterizam conduta criminosa e serão sempre levadas ao conhecimento das autoridades para as providências legais cabíveis”, afirma o advogado Cristiano Zanin Martins.

Leia abaixo a nota do escritório

A delegada Victoria Lobo Guimarães, titular do 78º Distrito Policial da Cidade de São Paulo, instaurou inquérito policial para apurar a ocorrência de crimes contra a honra de Fábio Luis Lula da Silva. A delegada Victoria recebeu no dia 2 de outubro de 2013 representação dos advogados de Fábio Lula, pedindo a investigação de seis publicações na internet com conteúdo mentiroso e ofensivo. Fábio não é e jamais foi dono de qualquer fazenda ou de aeronave.

Os seis responsáveis pelas publicações já tiveram suas intimações expedidas pela delegacia e deverão ser ouvidos nos próximos dias.

“Estas publicações absurdas que têm surgido na internet, pretendendo vincular o nome do Fábio à compra de bens de elevado valor, caracterizam conduta criminosa e serão sempre levadas ao conhecimento das autoridades para as providências legais cabíveis”, afirma Cristiano Zanin Martins, um dos advogados que assina a representação.

Teixeira, Martins & Advogados

Revista Consultor Jurídico, 13 de outubro de 2013, 12h14

Comentários de leitores

3 comentários

Que se vá fundo !

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

É bom mesmo que se apure, porque o que anda circulando é coisa de bandidagem do maior calibre. Aliás, a apuração deveria ser feita pela Polícia Federal.

Comentario na internet

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Vão ficar loucos investigando todas as bobagens que se publica na internt, principalmente no tal do facebook

E quem investiga o Lulinha

Gustavo Cezario (Serventuário)

Pode até ser que o Filho do Lula não tenha fazendas e aviões, mas será que eram mentiras todas as notícias amplamente divulgadas na imprensa, de que ele migrou de um cargo técnico no ZOO de São Paulo, para se tornar um rico empresário da mídia televisiva, decorrente da concessão de um canal na gestão Lula à frente do executivo? Só eu que lembro destas notícias? Então vão investigar quem fala mal do Lulinha. Mas quem vai investigar o Lulinha e sua evolução patrimonial?
Antes que me investiguem também, ressalto que não conheço o Lulinha sem seu patrimônio, de forma que a pergunta decorre da divulgação geral pela imprensa de sua estranha ascensão profissional.Ok!

Comentários encerrados em 21/10/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.