Consultor Jurídico

Notícias

Organização criminosa

MP de São Paulo denuncia 175 integrantes do PCC

Comentários de leitores

12 comentários

quanto desperdício

Delegado Ari Carlos (Delegado de Polícia Estadual)

1. Promotores de Justiça "investigando" criminosos sem competência para tanto. Policiais Militares que deveriam estar atuando na prevenção, aliás, é para isso que existem, "auxiliando" promotores a realizarem investigações. Juízes de Direito "autorizando" Promotores a realizar escutas telefônicas, cuja competência é da Polícia Civil.
2. Representações para decretação de prisões provisórias e preventivas negadas pelo mesmo Judiciário que antes havia autorizado as investigações ilegais.
3. Procedimentos investigativos sem qualquer controle, ou alguém acredita que algum advogado teve acesso ao inquérito ministerial?
4. Pergunto: Em que ponto a sociedade foi beneficiada com tudo isso?
5. Agora que a mega investigação redundou em nada, vão encaminhar o lixo colhido por três anos à Polícia Judiciária.
6. Parabéns aos Senhores Deputados pela rejeição da PEC 37. Agora chupem essa manga, melhor, abacaxi.

Veja decisão sobre a denuncia.,

Bellbird (Funcionário público)

http://www.tjsp.jus.br/Handlers/FileFetch.ashx?id_arquivo=53915
Perfeito Francisco. Se o crime estava ocorrendo, esperar 3 anos para depois em apenas uma lauda e meia pedir a prisão. Piada. Investigação para quem sabe investigar.

Gaeco - Braço do PSDB no MPSP

Serweslei (Advogado Autônomo)

O Alckmin esta querendo arrumar barulho para desviar o foco da investigação do desvio de BILHÕES do metrô. Pois a investigação já comprovou desvios na adm Covas, Serra e esta batendo na sua porta... Ah, o Gaeco é o braço do PSDB no ministério público. ..

A propósito

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Que tal algum juiz, realmente consciente de sua missão, propor aos envolvidos uma delação premiada? Muita cabeça do sistema iria rolar!

engana que o povo gosta

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Três anos ouvindo ligações e o crime des-organizado atuando. Parabéns senhores, a sociedade atingida agradece ! Três anos tolerando os diálogos por celular, propositalmente colocados nos presídios. Parabéns, senhores espertos ! Três anos interceptando ligações, instigadas pelo poder público, pois que informação é poder, fazendo as autoridades obter dados de muita gente importante, que por certo não será envolvida em procedimento penal. Parabens senhores !

Pós PEC

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Sou Delegado de Polícia, sou contra tudo o que está aí em termos de investigação, o desvio de função de policiais militares, que possbilitam maior número de infrações, com a Polícia Civil não conseguindo investigar tudo e o MP tomando, com este argumento, a investigação para si, mas neste caso especial, ainda demais depois da rejeição pela sociedade da PEC 37, acredito que absolver pessoas tão perigosas não é melhor caminho.

Chega de defender quadrilhas !

Hélder Alves da Costa (Advogado Autônomo - Comercial)

Precisamos parar de ficar achando que esses CHEFES DE QUADRILHA que planejam o assassinato de um Governador, o resgate de presos em presídios, e que controlam o tráfico de dentro das prisões sejam merecedores do título "SER HUMANO", porque não o são. É impressionante como sempre aparecem Advogados Criminalistas defendendo-os juntamente com "Organizações de Defesa dos Direitos Humanos", porém nunca vemos essas mesmas pessoas defendendo as vítimas dos seus crimes !!!
Essa inversão de valores é que é perversa e estúpida. Gasta-se um monte de energia da sociedade com essas discussões deletérias em prol dos "direitos humanos dos criminosos" , mas não se gasta nem um décimo desse mesmo precioso tempo, com a discussão sobre as vítimas desses crimes e o que pode ser feito para repará-los, inclusive econômica e financeiramente.

Vai dá em nada

JFMedeiros (Investigador)

Acho engraçado que passaram 3 anos investigando sem controle nenhum, sem prazo, sem nada de legal e sem a participação da Polícia Judiciária, apenas com PM's. Talvez nem prorrogação das escutas pediram. O delegado se em um mês não mandar o Inquérito para a Justiça, pode responder um processo.
A maioria dos ministros no STF se manifestou a favor das mesmas REGRAS que os Delegados cumprem. Por tanto os advogados vão fazer a festa em absolvições.
O STF já decidiu que PM's não podem fazer Investigações, portanto essa investigação foi ilegal e todos serão impunes.

Resultado

Prætor (Outros)

De garantismo em garantismo, o crime vai dominando o Brasil. Salve-se quem puder.

Çegurança Mauçima

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

Os caras estão no presídio de segurança máxima falando por telefone!
Bom, quem vai impedir?
Lembro-me de um jovem colega, também advogado, cuja mãe era servidora da Secretaria de Adm. Penitenciária. Um belo dia, um preso pergunta a ela como estava o Dr. fulano de tal (seu filho), se estava tudo bem no escritório tal (local de trabalho).
DETALHE: ele não advogava na área crimina e a sua mão NUNCA falou no trabalho que ele estava na faculdade, tampouco que ele havia se tornado advogado...

Decisão acertada

JUNIOR - CONSULTOR NEGÓCIOS (Professor)

A decisão foi acertada, porém, com fundamentos diferentes. O MP não tem amparo legal para investigar, apesar de alguns fazerem malabarismo para outra interpretação.

Cautela

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Embora o brasileiro tenha memória curta, nos últimos anos foram muitas as "megaoperações" que "concluíram" pela existência de "grandes organizações criminosas" e "centenas de pessoas comprovadamente envolvidas". Submetida a questão ao contraditório, no entanto, viu-se que a história era bem outra. Uma "megaoperação" da Polícia Federal prendeu uma vez mais de cem pessoas, e no final das contas nenhuma delas foi condenada. Vamos assim usar a cautelar, e ver daqui a 10 anos o que realmente sobrou disso tudo, muito embora a meu ver os reais bandidos que atormentam a sociedade brasileira estão todos aí à solta, sem processo nem investigação.

Comentar

Comentários encerrados em 19/10/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.