Consultor Jurídico

Artigos

Liberdade de consciência

Professor não tem direito de “fazer a cabeça” de aluno

Comentários de leitores

6 comentários

Triste desvio de foco no que é importante sobre Educação

Samuel Cersosimo (Outro)

É uma pena mesmo. Fico triste ao ler textos assim. Queria muito saber qual a motivação (todo texto tem uma).
Respeito a opinião do autor (que pode estar falando como pai, ou como advogado, não sei...) caso ele esteja chateado por ter visto algum aluno adotando determinada ideologia em razão de um professor, mas ele está fazendo um desserviço à Educação do país, cujo principal motor são os professores.
Em vez de valorizarmos os professores, ficamos procurando formas e argumentos para calá-los, amordaçá-los... como fez a polícia do Rio há poucos dias.
Tive 2 (DOIS) professores idealistas, com orientação política de esquerda na minha época de escola (e eis aqui a motivação declarada e sincera para este meu comentário e esta minha crítica ao autor).
Eles não me transformaram em comunista nem em petista.
Passei um tempo sim repetindo as ideias que eles colocavam em sala, entretanto, com o tempo, adquiri minha própria posição política - nem tão de esquerda nem tão de direita. A verdade é que, enquanto eu tive esses 2 (DOIS) exemplos de esquerda, tive (e temos todos) DIVERSAS OUTRAS influências de DIREITA.
Esses 2 (DOIS) professores foram, na verdade, o ÚNICO SUSPIRO de influência de esquerda que tive, GRAÇAS A DEUS (ou Alá ou Yahweh...).
Foram eles que me fizeram perceber que o MUNDO NÃO É DESTRO!
Foram eles que me fizeram olhar as coisas sobre uma ótica diferente.
Foram eles que me mostraram o quanto a POLÍTICA é importante, o quanto é importante criticar, o quanto é importante refletir.
Estes foram, em verdade, os verdadeiros professores que tive.
Não virei petista,
não virei maconheiro,
não virei comunista,
não virei comedor de criancinhas...
E, graças a Deus (ou Alá ou Yahweh...), não virei "leitor cego" de revista VEJA ou similares.

o articulista não vive no Brasil

Cid Moura (Professor)

Pergunte em qualquer sala de aula de curso SUPERIOR do Brasil qual foi a polêmica na decisão dos Embargos Infringentes na ação 470 no STF? 3, talvez 4 saberão a resposta. Agora pergunte aos mesmos alunos o que acham do Felix da novela? 100% saberá a resposta. (mesmo os que estudam de noite)
Convido o articulista a comparecer a uma aula minha e perguntar aos meus alunos qual a média de livros que eles leem por ano (por livre e espontânea vontade). Depois de ouvir a resposta, talvez, este articulista comece a perceber, que os professores são uma areia no oceano no quesito alienação mental-filosófica.

E tem mais.

Jaderbal (Advogado Autônomo)

Os pais também não podem tentar doutrinar os filhos? O superiores hierárquicos também não? As autoridades eclesiásticas podem doutrinar crianças? Qual seria o critério para diferençá-los?

O avesso do avesso

Jaderbal (Advogado Autônomo)

Não sei se concordo com o ilustre articulista, por uma razão muito simples. Não se pode separar o professor do homem. Como ministrar uma aula, mormente em temas das ciências humanas, sem uma escorregadela ideológica, uma pitada religiosa, um desabafo? Que dizer do professor que cita uma, duas, três correntes ideológicas, menciona seus argumentos, distribui para os alunos os pontos de vista originários dos melhores expoentes dessas teorias. Esse professor conseguirá deixar de "puxar a brasa para sua sardinha" ao enfatizar um argumento, franzer o cenho para uma frase de um texto ou fazer uma expressão de muxoxo ao comentar um excerto? Ah! a pasteurização do ensino, um sonho, sem dúvida... Mas, atenção: não defenda isso em sala de aula! Senão, acusar-lhe-ão de dogmatizador!

Mais uma instituiçao em crise

MSRibeiro (Administrador)

Por esses e outros motivos ora explanados no excelente e pertinente artigo, vemos que tudo em nosso país está falido. A famosa LDBE só serve para permitir a manipulação da educação conforme o interesse do Partido que está no poder e criar um sistema educacional exclusivo.

As escolas

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Ao aluno deve se ensinar a autossuficiência, para que tenha uma boa educação e independência, sem qualquer influência ideológica ou partidária ou religiosa. Muito bom o artigo.

Comentar

Comentários encerrados em 11/10/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.