Consultor Jurídico

Comentários de leitores

8 comentários

Filosofias alienatórias

kiria (Corretor de Imóveis)

Realmente não passa disso a matéria publicada.Senhores é melhor aterrissar.O sr.Jose Fernando Jose Gonçalves disse tudo.E por conta desses devaneios nós cidadãos "não contraventores" e trabalhadores que sustentam essa corja somos obrigados a ficar penalizados e apoiar essa falácia?Se vivem na sugeira é porque querem,pois eu vivo na limpeza às minhas custas.É só limpar!Haja vista que os presidios femininos na maioria são bem limpos.A escola do crime de fato está aqui fora com os excelentes exemplos que vem de cima com politicos eleitos que depois viram noticia pois fazem parte do tráfico,os que roubam as verbas públicas,os que conchavam etc,e também vem de baixo como o roubo do pote de manteiga porque o filho tinha fome.Não roubou um pão e sim a manteiga como se o filho comesse manteiga.Uma coisa ninguém pode dizer,aqui no Brasil pelo menos quando alguém bate à porta e diz ter fome todos dão um prato de comida.Achar escandaloso prender o crime menor é anuir para passar para o maior.Mata-se companheiros e companheiras por nada todos os dias,mata-se no trânsito(mas foi sem intenção)Mata-se porque estava drogado mas não o suficiente para deixá-los fora do ar pois sabem bem contar o fruto do roubo e usar o cartão bancário de suas vítimas,mata-se pai e mãe para embolsar herança,joga-se o filho no lixo,mas ah!era depressão pós parto(mas ela não se afoga por conta da depressão) e por aí vai.Mas cadeia não resolve.Concordo.Pena de Morte neles e nosso dinheiro poderá ser utilizado em favor da população bem.Talvez meu comentário não seja regado a floreios filosóficos do mundo do faz de conta mas é bem mais real.

Óh coitado do bandido...

RAFAEL ADV (Procurador do Município)

Tá com pena do bandido? leva pra tua casa!!!
Quem poupa o lobo sacrifica o cordeiro!!!!
...
SABE PORQUE NÃO ME PREOCUPO COM AS CONDIÇÕES DAS PRISÕES NO BRASIL??? R: Sou honesto e não cometo crimes...
abraço

Mesmo?

preocupante (Delegado de Polícia Estadual)

Mesmo que, em tese, o articulista estivesse com a razão, pergunta-se: por que, mesmo sabendo de todas as consequências nefastas de ir para a prisão, o infrator insiste no cometimento do crime, já que esta é uma opção sua?

Brasília

Observador.. (Economista)

Estava em Brasília e li que um aposentado foi roubado, morto e teve o corpo queimado por tres jovens.
O que fizeram depois?
Foram comemorar o crime bebendo cerveja e comprando doces e refrigerantes com o dinheiro do cidadão(uma câmera do interior de um mercado os gravou).
Uma pessoa consegue matar e atear fogo em alguém e nada sentir.
Ah! São réus primários.Afinal, tudo na vida tem a sua primeira vez.Estes já começaram com requinte.Nunca haviam sido presos.E não mataram por fome ou necessidade imperiosa de sobrevivência.
Como disse o comentarista Fernando José Gonçalves, cadeia não é feita para ressocializar.As ruas estão ensinando (através da impunidade e dos discursos benevolentes com o crime) que matar ou roubar é banal.Pois quando você ensina que não há consequências para seus atos, você está ensinando que tudo pode e pouco acontece.O céu é o limite.A moral(ou ausência desta) de cada indivíduo é que irá ditar até onde ele vai em sua barbárie.
Não são as cadeias que marginalizam alguém.Elas até podem agudizar um sentimento já existente.
Acho que a sensação de impunidade completa, que temos, está levando muitos à não ter a menor empatia pelo próximo.
Estamos bestializando - com teorias falhas e pouca atuação fática -, aos poucos, grandes parcelas da sociedade.Os efeitos já estão aparecendo.Basta ler os jornas diários .

Discurso antigo

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

Discurso antigo, antiquado, fora da realidade atual. O que tem levado à prisão nos dias de hoje é a reiteração das condutas criminosas. Os crimes graves como tráfico, homicidio e roubo não seguram o preso em flagrante nem um mês na cadeia, pois inexiste na doutrina e na jurisprudência criadas com viés garantista o que justifique a prisão. A reiteração das condutas, seguidas das sentenças que após serem comutadas ultrapassam em muito os 8 anos sãos as grandes responsaveis pelo encarceramento. Só quem não conhece a criminalidade atual defende o barato discurso de que a prisão é uma escola de bandidos, pois todos sabemos que a escola se encontra aqui fora, nas ruas.

O convencimento através da falácia

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Em que pese os relevantes argumentos expendidos na matéria, bem como as abalizadas fontes de referência citadas,cada vez mais tenho duas certezas a respeito desse tema sobre o qual nunca tive dúvidas: 1)"quase ninguém (e eu também não me enquadro nesse "quase") deixa de cometer delitos (grdes.ou pequenos) durante a vida,senão única e exclusivamente em função da certeza de que será inevitavelmente pego e punido com rigor". 2)"Em nenhum lugar do planeta,a prisão efetivamente ressocializa alguém".Na verdade a afirmação contrária serve apenas p/suavizar o efeito retributivo da pena,que pode causar repulsa,mas que é absolutamente o objetivo da segregação.O infrator deve ser alijado temporariamente do convívio social p/refletir e "pagar" pelo que fez."Direito Penal do Inimigo" dirão alguns; pode ser, mas é isso mesmo. Se após a reprimenda o sujeito vai sair melhor ou pior, não é problema da sociedade. E maior deve ser esse alijamento,qto. mais grave tenha sido o crime cometido.Na minha humilde opinião n/há outra maneira de se fazer cumprir regras de conduta impostas, que devem ser, a todos,independentemente da posição social ou do cargo que ocupem.Prova disso é o aumento exponencial da criminalidade,em todos os níveis,na mesma proporção da inércia da repressão estatal. Se houver outra fórmula de acabar com o crime eu ainda não fui apresentado à ela e,se for tão eficaz, mudo o meu posicionamento.

Nossa ...que artigo...puxa!

Observador.. (Economista)

Enfim. Parabéns ao comentarista Dr.MAP pelo lúcido comentário, que expressa o que muitos sentem à respeito do assunto.

Defesa parcial e apaixonada

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Mas que defesa apaixonada em favor dos mensaleiros! O Articulista sabe muito bem que Toffoli foi indicado ao STF pelo PT justamente para proteger o PT. Ele fez tudo o que pode para atenuar a pena dos condenados, muito embora seja "rigoroso" quando o assunto envolve "zé ninguéns" ou inimigos declarados do PT. No mais, falar que os mensaleiros estarão fadados à marginalidade é idiotice, pois eles já são marginais nos termos do que ficou reconhecido na ação penal, que na verdade aplicou penas bem brandas considerando a gravidade dos fatos.

Comentar

Comentários encerrados em 5/12/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.