Consultor Jurídico

Comentários de leitores

7 comentários

Além do arbítrio, violência machista II

Simone Andrea (Procurador do Município)

Correção: onde se lê "escravidos", leia-se "escravizados".

Além do arbítrio, violência machista

Simone Andrea (Procurador do Município)

Atos de exceção, independentemente dos sujeitos ativo e passivo, têm que ser combatidos e jamais justificados ou tolerados. Além da invasão e apreensão ilegais, o que me chamou a atenção foi terem obrigado a advogada a despir-se, agachar-se e submeter-se a busca em suas partes íntimas! Se a vítima da arbitrariedade fosse homem, jamais isso teria ocorrido. Logo, no mundo inteiro, a violência sexista ainda grassa, e, pior, sempre aparece algum vagabundo criminoso que a defenda, como se a mulher, sendo "diferente" pela "natureza", devesse receber tratamento peculiar (e pior). Ainda hoje, o Estado de São Paulo submete, de forma totalmente violadora do direito de igualdade, empossandas em cargos públicos ao papanicolau. Para quê? Para humilhá-las, pois o Estado não tem o mais remoto direito ou interesse de saber o que se passa nas partes íntimas de uma mulher. E ainda vejo um fulano, aqui, dizendo que as mães não deviam trabalhar. Isto é exatamente a mesma coisa que dizer que os negros ainda deveriam ser escravidos. Nenhum respeito se deve aos machistas.

o fato aconteceu em Portugal,

Ricardo (Outros)

mas o José R (advogado autônomo) quer associa-lo ao BR so para criticar o MP. E a critica pela critica. Se quer criticar dr., faca-o com seriedade...

Portugal, eh, Portugal.......

Ademilson Pereira Diniz (Advogado Autônomo - Civil)

Portugal recebeu, se não me engana a memória, nove bilhões de dólares americanos, a fundo perdido, para reformas em suas estruturas econômicas e demais, para, enfim ser aceita na Comunidade Europeia. Ao que tudo indica, e a notícia é bem exemplo disso, não fez a lição direito. É cero que trocou os arados puxados a vacas por tratores, na agricultura, pintou suas casas, construiu algumas rodovias, mas, a alma, continuou subdesenvolvida, e mais que isso: retrógrada. As pessoas ainda são as mesmas, ou filhas das mesmas senhoras que vestem-se de preto por lutos intermináveis. Lembro do caso em que uma garotinha, filha de um casal que estava em passeio a Portugal, sumiu misteriosamente...esse casal é inglês. A Polícia de Portugal, naturalmente apoiada por MP e Juízes como os da presente notícia, depois de "seriíssimas investigações" concluiu que o casal era culpado pelo sumiço da filha e queria que eles, que já estavam em Londres, voltassem a Portugal para...não se sabe!!! É claro que o Governo Inglês desconsiderou o pedido da Polícia de Portugal, naturalmente sabendo dos métodos usados em suas investigações. Fico a imaginar se o casal teria, ao fim, 'confessado' o crime!!! Vejam agora o caso dessa infeliz ADVOGADA: se a POLÍCIA, junto com o MP e JUIZ atuam desse modo com uma ADVOGADA, imaginem o que não fazem com cidadãos comuns que lhes caem nas garras? Parece que o SALAZARISMO, nessa parte de 'investigação e tratamento de suspeitos' fez escola...Bem, olhando agora para o quintal de casa, penso que AINDA continuamos fieis, embora por vício, aos nossos colonizadores em alguns aspectos. Quando será que cortaremos esse cordão umbilical? Sou apreciador da literatura portuguesa, com Saramago, Torga, Pessoa, Eça, Quental, etc....mas não me animo a lá ir....

Foram nossos professores

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Como diz um conhecido meu: Tenho uma rotina, sempre que viajo. Vou primeiro á Portugal; lá visito alguns parentes da minha mulher; logo em seguida vou para a EUROPA !

Arbitrio

OLD MAN (Advogado Autônomo - Civil)

Respeito, cordialidade, ética e elegância no comportamento, são qualidades que se adquire no berço, ou seja, é aquela educação primeira que se recebe no lar. Nos dias atuais, a prepotência e a arrogância de jovens "autoridades" te muito a ver com a falta de valores morais e religiosos. O mundo moderno afastou as crianças do convívio familiar, pois geralmente a genitora trabalha , daí que crescem arrogante e cheios de sí, pois a única educação que recebem é aquela superficial dos bancos da escola. Não estou a dizer que via de regra as jovens autoridades sejam mais prepotentes e arrogantes que as antigas, mas é fato que as novas gerações deixam muito a desejar nos requisitos apontados. Isto é regra no Brasil, e como vemos da notícia acima, também no resto do mundo.

Terceiro mundo no primeiro

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Portugal é o país mais atrasado da Europa, e assim toda semana tem uma notícia nova a respeito de violação de prerrogativas da advocacia. Não se vê nada disso na Alemanha, na França ou na Holanda.

Comentar

Comentários encerrados em 3/12/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.