Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Saúde delicada

Genoino ficará fora da prisão até fim de perícia médica

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, permitiu que o ex-presidente do PT José Genoino tenha tratamento médico domiciliar ou hospitalar — portanto, fora do Complexo da Papuda — até a conclusão de uma perícia sobre o quadro de saúde dele. Mais cedo, nesta quinta-feira (21/11), o ministro havia determinado a criação urgente de uma junta médica para avaliá-lo.

Condenado ao regime semiaberto na AP 470, o processo do mensalão, Genoino estava há cinco dias no Complexo da Papuda, em Brasília, e deu entrada nesta quinta-feira no Instituto de Cardiologia do Distrito Federal. Ainda não foi divulgado boletim médico.

Barbosa aprovou parcialmente um pedido apresentado pela defesa do petista no domingo (17/11) para que ele cumpra a pena de seis anos e 11 meses em prisão domiciliar. O presidente do STF, que é relator do processo, determinou que seja enviado a ele o boletim médico com o quadro de Genoino, quando for concluído.

Clique aqui para ler a decisão.

Revista Consultor Jurídico, 21 de novembro de 2013, 16h49

Comentários de leitores

5 comentários

A lista está comigo

Fernando José Gonçalves (Advogado Sócio de Escritório)

Estou com uma lista contendo 1.800 nomes de presos, que cumprem suas penas nos mais diversos sistemas carcerários do país e requerendo o mesmo benefício à eles (conversão do regime semi-aberto para domiciliar).É que todos esses detentos padecem dos mesmos problemas (cardíacos/hipertensão arterial), tal qual o mensaleiro Genoíno. A quem devo recorrer, no tapetão, já que não sou amigo do rei nem ministro chefe de porra nenhuma ?

Carvalho diz que recorreu a ministros do STF por Genoino

Renato C. Pavanelli. (Advogado Autônomo - Civil)

Carvalho diz que recorreu a ministros do STF por Genoino - mensalão carvalho
22/11/2013 - 11:49
Agencia Estado
O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho (PT), disse nesta sexta-feira, 22, que a família e os companheiros do Partido dos Trabalhadores (PT) estavam chegando "às raias do desespero" na quinta-feira, 21, antes da internação do deputado federal licenciado José Genoino, um dos presos do processo do mensalão.
O ministro afirmou que pediu a interferência de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para que o presidente Joaquim Barbosa concedesse autorização para o tratamento de Genoino.
"Estávamos absolutamente tensos porque quem tem acompanhado a saúde do Genoino sabia que ele estava em uma situação muito difícil. Junto com a família estávamos chegando às raias do desespero, a ponto de falarmos com vários outros membros do Supremo pedindo que nos ajudassem nessa questão. Não é possível que um país democrático como o Brasil pudesse perder uma pessoa dessa maneira. A vida dele estava em risco", disse.
=======================================
Esse tipo de coisa, mostra muito bem as maneiras e contatos espúrios entre os políticos, a politicalha e nosso judiciário.
Essa é uma das razões que devemos fazer com que desembargadores e ministros de todos os tribunais de justiça do Brasil, devam ser eleitos por juízes, desembargadores, promotores de justiça e advogados, pois, como nossos juízes indicados pela maioria de políticos corruptos, vão julgar os que os indicaram (Os tais famosos Q.Is).
Lamentável essa relação de favores do tipo que estamos vendo nas reportagens e entrevistas.

Dr.Zubcov

Observador.. (Economista)

Eu entendo sua indignação . É muito triste notar que muitos brasileiros ordeiros e de bem passaram a sentir certo asco do país.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 29/11/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.