Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Auditores fiscais

Citado em investigação de fraude, procurador é exonerado

A Prefeitura de São Paulo anunciou a exoneração do procurador do município Silvio Dias, suspeito de ter ligações com auditores envolvidos em supostas fraudes no Imposto Sobre Serviço (ISS). Dias atuava no cargo desde 2005 e foi secretário-adjunto de Finanças entre 2008 e 2011na gestão do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD).

O caso começou a ser divulgado há duas semanas, quando quatro auditores foram presos em uma operação que investiga a suspeita de desvio de R$ 500 milhões dos cofres públicos. A suspeita é de que eles davam desconto no imposto a construtoras em troca de propina. As investigações já levaram à queda do secretário de Governo de Fernando Haddad (PT), Antonio Donato. Ele teve o nome citado em gravações, mas nega ter participado do suposto esquema.

A investigação sobre Dias corre em sigilo. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, uma testemunha afirmou ao Ministério Público que o núcleo da Secretaria de Finanças durante a administração de Kassab frequentava o escritório mantido pelos fiscais.

No depoimento, a testemunha diz que Dias era amigo de Ronilson Bezerra Rodrigues, ex-subsecretário da Receita e líder do grupo.

De acordo com a revista Veja, uma testemunha relatou que ouviu Rodrigues dizer que Dias participou da quebra do sigilo fiscal de uma empresa do ex-ministro da Casa Civil, Antonio Palocci.  

Revista Consultor Jurídico, 16 de novembro de 2013, 18h15

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/11/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.