Consultor Jurídico

Comentários de leitores

14 comentários

O CONJUR é parcial

devamarks (Estudante de Direito - Civil)

Eu só gostaria de saber o que o CONJUR tem a favor do Ministro Marco Aurélio e contra o Ministro Joaquim Barbosa.
Os comentários do site sempre se posicionam a favor do primeiro e contrário ao segundo, meu Deus, quanta puxação de saco.

Grande Espetaculo Quase Circense !!!!

Ernandes Mourao (Bancário)

Rir para não chorar.O comentario acima entitulado de GRANDE ESPETACULO está mais para velório, pois vejo o grande fantasma que ronda as sessões do STF. O sentimento que tenho com tudo isso são apenas JOGOS DE INTERESSES DE ALGUNS, MEDO, MUITO MEDO DE ERRAR POR PARTE DE ALGUNS, PROTECIONISMO, HÁ TAMBÉM AQUELES QUE QUEREM SER VISTOS COMO SALVADORES, OUTROS NÃO QUEREM SE QUEIMAR EM ALGUNS MOMENTOS ALÉM DAQUELES QUE SÓ ATRAPALHAM.
Issas questões já deveriam ter sido decididas desde o ano passado. O STF é o SUPREMO, SUPREMO É SUPREMO. Ninguem acima. Questionou-se, decidam depois e coloquem esses pústulas na cadeia, afinal O POVO não mais aguenta ou acredita que isso tenha um desfecho que todos esperamos. Cortem de vez a mão do Lula que continua interferindo em tudo. Só um cego que não vê.
Falam mal de Gilmar Mendes, mas esse sim falou a verdade. No modo de entender é isso aqui que estou a dizer. MEDO, MUITO MEDO DE DECIDIR, FICAM CRIANDO ARGUMENTOS COM MEDO DE ERRAR. Como errar ? Quem errou foram eles que surrupiaram o dinheiro do povo a mando daquele que se diz o maior lider do mundo que na verdade é a maior praga que já habitou na terra. Até hoje só promoveu desgraças a todos sob o pretexto de acabar com a pobreza e o que assistimos é somente desgraças por toda parte, fome miséria, violencia, drogas e ele se achando o Rei que sabe tudo e pode tudo.
O povinho esses brasileiros.
Por fim o STF não precisa atualizar-se ao Seculo 21, precisa é voltar a usar o antigo Código de Processo Criminal de 1832, esse sim funcionava. Vou parar por aqui.

Grande espetáculo

edicardoso (Outros)

Esse julgamento só vem provar a necessidade urgente de uma ampla reforma no judiciário brasileiro,que deveria ser atualizado para o Séc 21 e imparcial,mas ao contrario,seus membros juízes e promotores se acham semi-deuses com suas togas, símbolos da idade medieval,esquecem que não é a toga que da dignidade ao juiz ou a quem a usa.Esse julgamento só aconteceu porque a imprensa acusou,julgou e condenou formando uma opinião publicada,mas não agindo da mesma forma e com o mesmo rigor com outros "mensalões" com valores bem maiores roubados,tentam discriminar um partido,quando a corrupção esta enraizada na própria sociedade de onde saem os políticos, jornalistas,juízes e demais profissionais de todas as instituições.A base mais importante da democracia é uma Imprensa e um Judiciário integro,imparcial e que respeite para ser repeitado.Estamos longe disso,onde lamentavelmente um julgamento se apresenta como um grande espetáculo circense,com seus atores buscando mais os holofotes, que a justiça e tudo isso com a ajuda da imprensa.As vezes sinto vergonha de ser brasileiro,principalmente quando se ve um julgamento desse e do outro lado interessados reclamam que ja dura 8 anos ,mas fingem desconhecer outros escândalos maiores,que propositadamente ficaram para trás, não mereceram da mesma imprensa e judiciário o mesmo rigor,que agora se apresentam como paladinos da justiça,lamentavelmente uma grande vergonha. Antes que digam que defendo os acusados, quero deixar claro, que defendo antes de tudo é a justiça,quero como brasileiro todos os corruptos e corruptores presos e a devolução com juros das apropriações ilícitas,mas não só deste caso,de todos os outros também,que acobertados ficaram para trás e cairam no esquecimento.

até tu?

Ciro C. (Outros)

até mesmo JB não quis comentar. o problema está na total e completa INEFICIENCIA do STF em cumprir seu mister, que demora e demora muito, por exemplo em exercer o juízo de admissibilidade dos EDs ou EIs, neste pornto, não se salva ninguém, ou melhor, talvez a Ministra Carmen. Quanto aos demais, adoram os holofotes e gastam tempo demais em questões simples.

Subscrevo a indignação de Hammer Eduardo (consultor)

J.Koffler - Cientista Jurídico-Social (Professor)

Quando do início do famigerado (e circense) julgamento da AP 470, recordo-me ter vaticinado neste mesmo espaço o que hoje está ocorrendo: IMPUNIDADE. Infelizmente, vivemos numa realidade (como disse naquela vez anterior) bizarra, onde se apregoa a ética mediante discursos pomposos e asquerosos, e se pratica a ausência dela com a maior desfaçatez, sem qualquer vergonha, ao vivo, em cores e sob plena luz do dia.
É por isso que a marginália "pé de chinelo" cresce a olhos vistos e sem medo de ser feliz: se espelham nos exemplos grosseiros da politicalha e da "falsa justiça" sob a qual vivemos.
VERGONHA NACIONAL!

ONTEM, foi demonstração de NÃO SABER a LEI.

Citoyen (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Sim, LEGEM HABEMUS, Portanto, 1) é, no mínimo, estranha a petição do DD. Procurador da República, protocolada na véspera do julgamento de ontem. É estranha, porque a) era desnecessária; b) se queria fazer uma tal petição, deveria tê-lo feito desde que, no julgamento ANTERIOR, já se sabia que os EMBARGOS só caberiam no caso e para o caso do RÉU ter obtido QUATRO VOTOS. Assim, fazer uma PETIÇÃO DESNECESSÁRIA, na véspera do julgamento dos EMBARGOS- declaratórios ou infringentes- é, no mínimo e "data máxima vênia", ESTRANHÍSSIMO!
Porque deu margem para que "certos" Ministros, que mais parecem se conduzir como Advogados, levantassem questões de ordens, que ENVERGONHARAM o DD SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.
Ontem, os Ministros, com exceção de dois ou três, DERAM PROVAS de QUE, se estudaram ou leram doutrina estrangeira, PASSARAM LONGE do DIREITO BRASILEIRO, porque estava no CÓDIGO de PROCESSO PENAL a INDICAÇÃO CLARA de A QUEM CABERIA a DECRETAÇÃO das PRISÕES. Portanto, S. Exa., o Min. Joaquim Barbosa, resolveu dar satisfações aos demais, sobre o que ESTAVA ou IRIA FAZER, cometeu ATO JUDICIÁRIO DESPICIENDO, que provocou os debates tristes que vimos.
Mas, mais triste é vermos COLEGAS, que NÃO ERAM ADVOGADOS das PARTES, quando PODERIAM AGIR até contra a mais feliz interpretação da Lei, se não estivessem procrastinando, mas na defesa de uma tese objetiva em favor de seu CLIENTE, dizerem tantas bobagens, submetidos que SÃO, nestes momentos, não tenho dúvidas, pela EMOÇÃO PARTIDÁRIA de quererem libertar aqueles que IGNORARAM os PRINCÍPIOS MORAIS e ÉTICOS da SOCIEDADE BRASILEIRA ou da nossa REPÚBLICA, se preferirem.

Confusão

Marcelo Dawalibi (Promotor de Justiça de 1ª. Instância)

Sessão confusa, reportagem idem. Talvez seja uma dificuldade minha, mas eu não consegui entender o que foi deliberado e quem foi a favor ou contra. Por outro lado, concordo com todas as posições do Joaquim Barbosa, mas discordo de todas as maneiras como ele expõe tais posições. O STF precisa de um presidente, e não de um "duce".

O supremo envergonha o judiciário

Hudson Resedá (Advogado Sócio de Escritório - Trabalhista)

Sem tecer comentários ou questionamentos em torno do bandidos, corruptos e corruptores que serão levados à prisão, justa prisão, não há negar, nós, na condição de operadores do Direito, não podemos perder de vista e muito menos concordar com procedimentos autoritários de alguns Ministros do STF. Não podemos nos calar diante de tantas acusações entre os "pares", sem que algum deles tenta a coragem de interpelar o acusador para que aponte e dê nomes aos bois, aos responsáveis pelas tentativas de manipulações dos votos e resultados das decisões da Corte. VERGONHA, não há negar. Mais vergonhosa ainda, não há negar, a insgtabilidade juridica a que estamos sendo suibmetidos, vez que, doravante, qualquer Tribunal poderá, de forma simplória, simplesmente decidir que os Embargos Declaratórios são meramente protelatórios e que não haverá necessidade de publicação do Acórdão respectivo, para a imediata execução do julgado. UM ABSURDO, não há negar, que doravante submeterá todos os jurisdicionados a mais e mais desmandos e subjetividades casuísticas nas apreciações dos feitos submetidos ao nosso Judiciário.

o gran circo brasilis sauda a Plateia.................

hammer eduardo (Consultor)

Mais uma vez sai derrotada a Justiça como um todo pois é simplesmente inadmissivel que um processo como esse se arraste por 8 infindaveis anos e mesmo assim na reta final ainda se discutam firulas juridicas que mostram claramente que ainda estamos na idade do gelo em termos de agilidade juridica. Os Americanos por exemplo com Leis mais enxutas conseguem encanar rapidamente e acima de tudo TIRAR DE CIRCULAÇÃO qualquer um , mesmo que sejam figurões como Governadores ( Illinois ) ou Prefeitos ( Washington DC). Aqui não , temos esta corja de VAGABUNDOS umbilicalmente ligados a esta mal disfarçada ditadura de esquerda utilizando os serviços de rabulas famosos no meio juridico que se entopem de dinheiro PRA LA DE SUSPEITO de bandidos de paletó e emblema do partido na lapela , NENHUMA palavra sobre a origem do dinheiro que paga "honorarios" a verdadeiros "chaveiros da justiça" que apenas se preocupam em manter as portas eternamente enquanto na outra ponta ainda tem a cara de pau de posarem como "libertarios" e cumpridores da Lei. Hoje vejo nos jornais que os VAGABUNDOS agora querem "negociar" a condição de suas prisões , nada de algemas, certamente a Imprensa bem longe , camburão com ar condicionado e por ai vai , so faltou exigirem o cumprimento das penas no Copacabana Palace aqui no Rio de Janeiro , de preferencia em suites com vista para o mar. O pior é que "na pratica" todos sabemos que em pouquissimo tempo TODOS estarão de volta as ruas beneficiados por trocentos penduricalhos ainda presentes que garantirão uma estadia bem curta atras das grades onde "em tese" deveriam morrer de podres pois acima de tudo não meros ladrões e sim TRAIDORES da Patria em seu mais alto ( ou sera baixo?) nivel. Triste Brasil dos espetaculos circenses.

Correção

Luiz Pereira Neto - OAB.RJ 37.843 (Advogado Autônomo - Empresarial)

...NÃO AFLORA O CABAL DESPREPARO DE QUEM FALA , sem a letra o , antes de "despreparo" .

Boca fechada não entra mosca !

Luiz Pereira Neto - OAB.RJ 37.843 (Advogado Autônomo - Empresarial)

Para falar asneira , é preferível ficar calado , porque , somente , assim , não aflora o cabal o despreparo de quem fala . Qualquer militante no Direito , até mesmo , sem ser formado , e por pior "topeira" que seja , sabe com quem está a razão !
Lamentável !

Dar nome ao boi!

Jcandal (Advogado Autônomo - Civil)

Esse ministro Joaquim Barbosa, autoritário, desrespeitoso, arrogante e destemperado, é incapaz de discutir teses jurídicas em tom elevado, como convém ao plenário da Suprema Corte. Fazendo constante uso de expressões chulas, direcionadas contra os seus colegas, transformou tudo em "discussão de botequim", em clara demonstração de que não está preparado para ocupar o cargo! E ainda o querem para Presidente! Não merecemos isso!

Não se faz omelete sem quebrar ovos.

JALL (Advogado Autônomo - Comercial)

Aos comentários a la Maria Anonieta do aristocrata Museusp de que "urbanidade, serenidade e boas maneiras não estão contempladas entre as qualidades de boa parte"
dos ministros do STF lembro que não se faz omelete sem quebrar ovos, estando aí, talvez o ovo da serpente da impunidade em tempos em que ninguém mais fica indignado com nada.

A pressão das cameras?

Museusp (Consultor)

De tantas qualificações expressamente exigidas para o exercício do cargo de Ministro do Supremo parece que urbanidade, serenidade e boas maneiras não estão contempladas entre as qualidades de boa parte deles.

Comentar

Comentários encerrados em 21/11/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.