Consultor Jurídico

Notícias

Ampliação da cidadania

Entidade religiosa pode questionar lei no STF

Comentários de leitores

7 comentários

Perplexo

Cândido Alexandrino (Advogado Sócio de Escritório - Previdenciária)

Estou PERPLEXO não com o Projeto mas com comentários de "operadores" do Direito.
Entidades religiosas, por semelhança, aos órgãos representativos de classe poderão QUESTIONAR uma Lei mó STF e a este, como acontece, caberá dizer se é Constitucional ou não.
Muiiiito diferente de dizer que se está abandonando o Estado Laico que a maioria tem confundindo com Estado anti-cristão.
A PEC vai dar a essas entidades o mesmo Direito que exerceram aqui: questionar.
Coerência.......

Cada macaco no seu galho!

Observadordejuris (Defensor Público Estadual)

A democracia só se mantém e prospera em um Estado laico. Estado onde a religião tem o poder de interferir, de alguma forma, em assuntos seculares deixa de ser uma democracia para transformar-se em uma teocracia ou, melhor dizendo, em uma clericocracia ou ditadura clerical. Exemplos não faltam. Nem na história antiga e moderna e nem no mundo atual.

Absurdo

ioneinez (Funcionário público)

Com está lei totalmente inconstitucional aprovada, os direitos humanos das minorias serão todos questionados no STF, como adoção de crianças por casais homosexuais, casamento gay, aborto, controle de natalidade. Estes assuntos dizem respeito a sociedade e não a entidades religiosas, prozaicas, preconceituosas, que pregam uma coisa no pulpeto e seus integrantes praticam na sacristia outra. Chega de dar importancia para o que as igrejas pensam, e sim aquilo que é realidade no país. chega de preconceito.

A PEC NÃO atenta contra o Estado Laico

Guilherme ok (Administrador)

Percebo que as pessoas não sabem exatamente o que é um Estado Laico,explico em síntese: é um Estado que não faz preferência religiosa.
Sendo portanto,laico,mas não ateu,nem anti religiosa. O Brasil é um país composto de 90% de Cristãos,e não se pode ignorar a influência dos valores religiosos nos nossos costumes e leis.

Confusão

Daniel André Köhler Berthold (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Muitas vezes, querem fazer acreditar que Estado laico seja igual a Estado obrigatoriamente ateu.
Na Matemática, aprende-se que o conjunto vazio é um dos subconjuntos de um conjunto. Nessa linha, se o Estado é ateu, ele está deixando de ser laico, porque está fazendo uma escolha de fé (de crer na inexistência de Deus).

Mais um absurdo!

Igor M. (Outros)

É mais uma ofensa contra o princípio da laicidade!

Pouco a pouco

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Devagarzinho vai se quebrando a laicidade do Estado e vai se instalnado o fundamentalismo religioso. Isso é péssimo. A representatividade que os blocos religiosos têm no congresso é suficiente. Essas religiões hipócritas buscam nada mais que o poder temporal, algo severamente repudiado por Jesus Cristo, quando tentado no deserto.

Comentar

Comentários encerrados em 5/04/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.