Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

Explicação

Daniel André Köhler Berthold (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Quanto à reclamação do Senhor Advogado Jorge Florentino, o fato é que o nome definido na primeira votação (em que todos concorrem) não concorre na segunda.

Patinho Feio

Jorge Florentino (Advogado Autônomo - Criminal)

O Espírito Santo Continua sendo o Patinho Feio na Esfera Nacional.
Como explicam o fato do Eminente Desembargador do TJES Samuel Meira Brasil ter sido o mais votado com 20(vinte) votos e o segundo colocado com 19(dezenove)votos e o nome deste que por certo deveria estar consignado no seu devido lugar (2º)estar consignado em primeiro e o nosso brilhante Desembargador que fora promovido por merecimento; apesar do nº de votos estar correto (20) seu nome se encontrar em segundo lugar?
Por favor na listagem publicada; consignem cada um no seu devido lugar ou seja Dr. Samuel Meira Brasil em primeiro lugar; porque os primeiros continuarão sendo os primeiros principalmente quando fizeram por merecer.
Obs. Só há inversão na vaga destinada para Desembargador Estadual.

Quem chega lá

Juliana C Niespodzinski (Comerciante)

Até o jurista chegar ao 'status' de apadrinhado, como considerado por alguns, pode ter certeza que ele mostrou muito serviço, seriedade, competência e trabalho.

Ditadura de quem?

Daniel André Köhler Berthold (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

O que precisa ser repensado é o poder imperial que se dá à Presidência da República (Chefia do Poder Executivo Federal) na composição do Poder Judiciário.
A/O Chefe do Poder Executivo Federal é quem tem a última palavra sobre quem comporá os Tribunais Superiores.
Pior ainda é na Corte mais alta. A/O Presidente da República pode indicar livremente; nem mesmo se elaboram listas para escolha.
Alguém dirá: Ah, mas as indicações precisam ser aprovadas pelo Senado.
Sim, e sabem quando foi a última recusa? No século XIX!

Ditadura jurisdicional

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Uma mera distribuição de poder entre apadrinhados. Nada a ver com competência. Nada a ver com regime democrático. Nada a ver com participação popular.

Comentar

Comentários encerrados em 28/03/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.