Consultor Jurídico

Artigos

Pagamento de precatórios

Queda da Emenda Constitucional 62 abre vácuo legal

Comentários de leitores

4 comentários

Via piorar

Marcos Pires (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Tem razor sobrada. Se o STF na modulacao nao iimpuser aos Estados que ao menos continuem a repassar os valores que Vinham sendo repassado, ate que uma nova lei surja, via ser o caos para os credores.

Que vacuo???

Flávio (Funcionário público)

Não há vacuo legal de vez que volta a valer a regra antiga. E voces estão vendo que o Poder Judiciario daqui pra frente não está mais para brincadeira. Se não pagar, sequestra. O BacenJud só vale pro estado. Vai ter que dar um jeito. O Poder Judiciario não é um orgão que dá opinião e sim poder de coerção. Suas decisões devem ser cumpridas, não estamos mais no tempo da ditadura. Num mundo praticamente todo globalizado e varias redes sociais, onde a informação chega ontem, vai ser dificil segurar qualquer medida protelatoria. Uma pergunta que não quer calar: "Onde vai parar toda a dinheirama arrecadada com impostos, em todos os niveis".

retificando o comentário a cima

Brunovv (Outros - Criminal)

Devo não nego, pago as vezes, quando puder. Vide caso Collor.
abs

"Devo não nego, pago quando puder"

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Dever-se-ia eliminar esse "privilégio" em favor do administrador público chamado precatório. Restou condenado? Pague, simplesmente. E recursos não faltam. A arrecadação tributária no Brasil em 2012 bateu na casa dos 1,5 trilhão de reais. É uma montanha de dinheiro, que somente os agentes estatais sabem para onde vai.

Comentar

Comentários encerrados em 23/03/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.