Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

2 Pesos e 2 Medidas

Fernando Bsb (Advogado Autônomo - Administrativa)

Estranho é que o mesmo judiciário que entende que o dano moral só decorre de ilícito e que as emoções não são indenizáveis vive dando ganho de causa em ações de dano moral quando o noivo rompe o relacionamento proximos ao dia do casório.

Moderninhos

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Os moderninhos podem até entender que não, mas o adultério chega ao ponto de se impor uma das maiores humilhações, tanto ao homem quanto à mulher, conforme for o caso; juízes sérios e responsáveis,têm analisado as questões com cautela, e, às vezes canetam um ou outro em danos morais.É melhor do que admitir o homicídio passional, que ocorre diuturnamente pelo Brasil afora, em crimes com requintes de crueldade.

colocando nos eixos

Prætor (Outros)

O TJRS tem dado grandes contribuições para a necessária batalha em prol da "desjurisdicionalização" de todas as relações sociais, algo que tomou corpo no Brasil, embalado pelo número aterrador de advogados que precisam fazer dinheiro.
Adultério, falta de amor, falta de afeto, dissabores cotidianos, etc, etc, NADA disto tem que chegar ao Judiciário. Isto é matéria fora do âmbito de atuação do Estado-Juiz.
A figura jurídica do "dano moral" foi completamente desvirtuada no Brasil apenas para encher o Judiciário de demandas frívolas, de novo, para que as centenas de milhares de advogados possam se sustentar.

Adulterio não gera danos

ACUSO (Advogado Autônomo - Dano Moral)

Quando a ação indenizatoria é promovida pelo homem em desravor da mulher que o traiu, o judiciario ( feminista ) julga-a improcedente. Quando, ao contrario, é a mulher a autora da demanda, a condenação imposta ao homem se revela através de uma pesada indenização , quebrando-o !

Dito popular

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Decide o tribunal que "em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher".Todavia, existem muitos entendimentos ao contrário, afirmando existir sim , dano moral em adultério.

Comentar

Comentários encerrados em 20/03/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.