Consultor Jurídico

Prestação jurisdicional

Presidente do TST quer aumentar número de servidores

Um dia depois de tomar posse como presidente do Tribunal Superior do Trabalho, o ministro Carlos Alberto Reis de Paula se reuniu nesta quarta-feira (6/3), na sede do tribunal, com o Colégio de Presidentes e Corregedores de Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor), com o objetivo de apresentar as diretrizes de sua gestão. Ao abrir a reunião do colegiado, o ministro disse que uma de suas prioridades é fortalecer a Justiça do Trabalho de primeiro grau.

O ministro afirmou aos presidentes e corregedores que irá buscar formas de aumentar o número de funcionários nas varas trabalhistas de forma a tornar a prestação jurisdicional mais ágil e eficiente. "Quando é necessário, o povo se dirige é à vara do Trabalho. Quem frequenta os tribunais regionais e o TST são os advogados", frisou.

O presidente disse no Coleprecor que considera que a Justiça trabalhista ocupa um espaço menor do que lhe é originalmente reservado dentro da orquestração federativa e republicana do país. Ele propôs aos dirigentes o desafio de trabalhar para resgatar a importância da Justiça do Trabalho na sociedade brasileira. "A partir deste momento vamos ser conhecidos como o Tribunal da justiça social. Este é o dístico que iremos usar de agora em diante", afirmou.

Ao final de sua fala, o ministro afirmou que, em sua gestão, seguirá o planejamento estratégico plurianual do TST, que se encerra em 2013, mas que dará novas diretrizes para sua execução. Com informações da Assessoria de Imprensa do TST.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 8 de março de 2013, 10h54

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/03/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.