Consultor Jurídico

Notícias

Ações entre amigos

Justiça e MP investigam uso de Oscips como fachada

Comentários de leitores

4 comentários

Comentários fraudados

Helena Meirelles (Contabilista)

Quem pesquisar o nome Hoeschl na ferramenta de busca deste site vai descobrir algo interessante. Há uma série de artigos em que o procurador da Fazenda é apontado como o maior cientista brasileiro na área de informática e logo embaixo uma série de comentários esquisitos em tom nada natural cantando hinos de louvor ao procurador-empresário. Só uma quebra de sigilo bancário dirá se esse grande cientista ficou com o dinheiro da Previdência. Mas os comentários forçados publicados no site já servem de prova que ao menos o Consultor Jurídico ele fraudou.

Informações importantes

Tania Bueno (Administrador)

O Instituto i3G desde 09 de setembro de 1999 atua o desenvolvimento da cidadania. Em 2003 fomos umas das primeiras Instituição de pesquisa a obter a OSCIP. E desde esta época nossa informação contábil é pública. No CNEs/MJ será possível verificar que lidamos com poucos recursos e não somos uma instituição fantasma, estamos contribuindo para o futuro do país, como poucas instituições de pesquisa o fazem.
Nos termos da Portaria SNJ nº 23 de 28 de dezembro de 2006, as informações constantes dos relatórios eletrônicos de Prestação de Contas das OSCIPS são públicas e disponíveis para consulta dos cidadãos no CNEs/MJ. Ali será possível verificar que o i3G não é um ambiente propício a qualquer tipo de crime de corrupção ou lavagem de dinheiro.
Essas calúnias têm objetivos financeiros, prejudicam pesquisadores que muitas vezes participam e se dedicam nos projetos apenas como voluntários, sem recebimento algum. É essa crença na ciência que nos mantém e não atividades ilícitas, muito pelo contrário, a combatemos com nossa inteligência e capacidade de pesquisa. Ser OSCIP não nos qualifica, infelizmente.
Tania Bueno
Presidente Instituto i3G.

Davi X Golias

GGRJ (Outros)

Essa matéria mostra o que ja´ se sabe no Brasil: quem desafia os poderosos se da´ muito mal.
E´ do conhecimento publico que esse professor desafiou grandes grupos econômicos. Isso ja´ saiu em grandes jornais. Agora esta´ recebendo o troco. É claro que isso e´ um ataque, com fins políticos e empresariais. Um ataque covarde.
Brasil, mostra a tua cara. Enquanto isso, os verdadeiros corruptores deitam e rolam no Pais das cachoeiras.

Matéria caluniosa

ABraga (Advogado Autônomo)

Os documentos da investigação deste caso indicam outra realidade. Inclusive, há sentença judicial transitada em julgado claramente afastando o Procurador das acusações, visto que nunca teve atribuições administrativas nessa entidade, somente atuando com seu conhecimento técnico científico, tendo atuado inclusive como professor da Universidade Federal.
Importante salientar que estão sendo divulgados nomes de dois pesquisadores respeitados e reconhecidos internacionalmente pelos excelentes trabalhos realizados.
Infelizmente, a corda sempre acaba arrebentando para o lado dos mais fracos.

Comentar

Comentários encerrados em 6/06/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.