Consultor Jurídico

Notícias

Mandato mantido

STF determina prisão do deputado federal Natan Donadon

Comentários de leitores

5 comentários

Um problemão...

Barchilón, R H (Advogado Autônomo - Civil)

Isso vai dar o que falar, porque existe e persiste. No mesmo dia, foi julgado o HC 94869. A prescrição da pretensão punitiva é a esmagadora maioria. A estatística é francamente desfavorável a esse resultado inédito agora alcançado no STF. Isso pra não falar na reação apavorada da Câmara dos Deputados, porque o prazo que as coisas estão levando pra se resolver são mesmo impressionantes. A maquiagem não vai convencer e amainar o ímpeto da turba moderna.

Responder

Até que enfim...

Axel (Bacharel)

Parece que até o Supremo cansou-se da situação de impunidade quase absoluta que reina no Brasil e resolveu endurecer. Vide Lei da Ficha Limpa, julgamento do Mensalão e agora esta decisão. O povo brasileiro agradece.

Responder

Uma questão prática

Ramiro. (Advogado Autônomo - Criminal)

Ok, quer-se o fim do foro privilegiado. Vejamos uma questão prática, de possível crise dentro do próprio Judiciário.
O Ministério Público muito do insatisfeito com determinado ministro do STF, ajuíza em sede de juízo de primeira instância, uma ação penal, a denúncia imediata e prontamente recebida, julgada em tempo recorde, um magistrado de primeira instância condena o ministro ao perdimento do cargo e emite ofício ao STF informando que um dos Ministros da Suprema Corte, por decisão de juízo singular, não é mais ministro daquela corte...
A propósito, na Itália, o povo fez a parte dele, Berlusconi foi julgado em primeira instância...
A propósito na Itália, que tem um sistema processual civil e organização judicial muito parecido com o nosso, a desconfiança contra o Judiciário se tornou tamanha que os julgamentos em primeira instância se dão de forma colegiada, por um painel de três juízes.

Responder

restriçao

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

As prerrogativas sao necessarias para o exercicio do parlamentar, todavia, no Brasil sao exageradas, por isso devem ser adequadas, agora, concordo que exigir que so sejam investigados e julgados pelo supremo e um exagero, mais, ainda afirma que nao podem ser presos, isso realmente tem de mudar, deve ser flexibilizadas, mas nao extintas. Por fim a decisao deve ser comemorada, afinal um corrupto na cadeia.

Responder

Pelo fim do foro privilegiado

Lucas da Silva (Estudante de Direito)

Essa palhaçada que é esse foro privilegiado, a impossibilidade de deputado e senador ser preso a não ser em flagrante por crime inafiançável, bem como a Casa a qual ele pertença poder deliberar sobre a prisão devem acabar! Privilégios ridículos que os "representantes do povo" jamais querem saber de abrir mão. Definitivamente eles não me representam!

Responder



Comentar

Comentários encerrados em 4/07/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.