Consultor Jurídico

Comentários de leitores

8 comentários

!!!!!!!!

Manente (Advogado Autônomo)

Fiquei impressionado com a argumentação que o tramite de um processo em primeira instância é de QUASE UM ANO. Ora, deve ser em qualquer outro lugar, menos em São Paulo, salvo quando há composição entre as partes.

Terceirização? Apenas para as relações de trabalho?

José Guimarães (Professor Universitário - Trabalhista)

Li essa entrevista e fico decepcionado com a manutenção do corporativismo judiciário.
A regra da terceirização deve alcançar não apenas relações entre particulares e empresas, mas, também os Poderes Públicos, que mantém sua reserva de atuação, contrária à Arbitragem como forma de solução de conflitos.
Negar isso é não reconhecer a capacidade civil do trabalhador, que ainda é tutelado, mas que pode até mesmo não levar suas reclamações à Justiça.

Lástima é 12 milhões de pessoas na rua!

Erminio Lima Neto (Consultor)

A presidente vive no mundo realidade, não naquele em que alguns "patrulheiros ideológicos" vivem, ou insistem em viver. A terceirização emprega, formalmente, hoje no Brasil, cerca de 12 milhões de pessoas, todos com os seus direitos garantidos. Os problemas que vemos, são ínfimos em relação aos benefícios, e não é nada diferente do que acontece em qualquer outro setor E mais; bem ao contrário do que pregam, ou imaginam, a grande maioria das empresas são idôneas e cumpre com suas obrigações, tanto é verdade esta assertiva, que a maioria dos processos na Justiça do Trabalho não vem dos processos de terceirização, mas sim de outros setores, notadamente das empresas do governo. Por fim, é de bom alvitre ressaltar que a terceirização, notadamente, no serviços de asseio e conservação, é a que mais emprega pessoas de baixa escolaridade.Essas pessoas tem alguma chance de passar num concurso público?

Terceirização

Dr. Marco Seixas (Advogado Autônomo - Civil)

Em que mundo essa senhora vive?
Na Administração Pública a terceirização não é benéfica, só traz prejuízos. Paga-se um salário de miséria, as pessoas são segregadas das outras, as condições de trabalho não são boas e tampouco fiscalizadas pela Administração. Tudo corre frouxo e sem fiscalização, quem fica prejudicado é o trabalhador, que ganha mal, é desprezado, e ainda leva "cano" das empresas que simplesmente abandonam o serviço não pagam os direitos trabalhistas.

Terceirização

_Eduardo_ (Outro)

A terceirização é uma lástima. A sociedade e os trabalhadores perdem e meia dúzia de empresas ganham.

Ou se aplica a lei ou...

Eduardo. Adv. (Advogado Autônomo)

A Sra. Presidente do TRT sabe (ou deveria saber) que o instituto da terceirização é extremamente prejudicial.
Afinal, qual a vantagem de ter "colaborador" terceirizado? Somente o baixo custo. A qualidade é menor, o empenho é menor, o preparo é menor, até a fiscalização fica prejudicada. Além disso, o nosso empresariado (assim como o consumidor) só tem olhos para o preço. E se o empresário terceiriza abaixo do custo, sabe que terá problemas. Mas o empurra lá prá frente...
A saída não é permitir a terceirização, mas sim desonerar. Todavia, desonerar... É a oneração excessiva que torna possível sustentar a burocracia, burocracia que em vez de resolver os problemas procura terceirizar a sua responsabilidade, delegando-a aos sindicatos, que têm a possibilidade de cometer o estelionato chamado "negociação coletiva".

E mais

Manente (Advogado Autônomo)

Não obstante aos fatos que mencionei, o referido fórum, já não comporta mais a grande circulação de pessoas, pois, já esta completamente saturado.
É um tal de elevadores com problemas de manutenção, as pessoas que querem embarcar, precisam descer para, posteriormente chegarem ao andar pretendido, pois, quando chegam no térreo já estão lotados.
Infelizmente, é uma desorganização total!!!
Os jurisdicionados, bem como todos que transitam nas dependências, merecem um mínimo de conforto e respeito.

Uai!!!

Manente (Advogado Autônomo)

ConJur — Com isso, o problema da execução aqui continua muito grave?
Maria Doralice Novaes — Indiscutivelmente, é o nosso maior gargalo. Conseguimos encurtar bastante os estágios processuais. Em média, a tramitação de um recurso aqui no tribunal leva 30 dias.
ConJur — E na primeira instância?
Maria Doralice Novaes — Quase um ano. Agora, o processo de execução pode durar muito tempo. Expedimos o mandado e aí vamos ver se a empresa ainda existe. Com as grandes empresas é uma maravilha. Sabemos que a empresa existe e se ela tem de pagar uma multa, faz isso imediatamente. O problema é encontrar bens, patrimônio, imóveis, ativos das pequenas.
Obs: Têm varas que os processos aguardam quase ou UM ANO para homologação dos cálculos.
Têm varas que nós ficamos aguardando a publicação da redação da sentença há quase UM ANO.
Têm varas que agendam audiência para após UM ANO da distribuição;
Os juízes estipulam prazos para alguns peritos, que sequer cumprem-nos, outros, ignoram, fazem pouco caso, não cumprem as determinações e assim sucessivamente. Os juízes e as partes ficam a ver navio e reféns de alguns péssimos profissionais.
E, se necessário for mencionarei as varas, números de processos, nomes, doa quem quiser doer, a verdade tem que vir à tona.

Comentar

Comentários encerrados em 24/06/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.