Consultor Jurídico

Comentários de leitores

6 comentários

Lógica do absurdo

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Se a "lógica" de alguns fosse verdadeira, nós poderíamos resolver facilmente o problema do atraso dos processos judiciais criando ainda mais tribunais regionais federais. Assim, ao invés de criar apenas mais 4, poderíamos criar 20 mil. Poder-se-ia por exemplo desapropriar grandes áreas, e criar conglomerados com algumas centenas de tribunais. Cada um teria apenas um servidor e um juiz, pelo que o problema do atraso seria solucionado.

Do primário

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Quando eu estava no primeiro ano do primário minha professora me ensinou a fazer o que alguns ainda não sabem, que são as operações de somar e diminuir. Esse aprendizado daquela época me habilita a pensar que se hoje existem 5 tribunais regionais federal e 1.000 juízes federais em atuação, se continuar a haver os mesmos 1.000 juízes federais e 9 tribunais regionais federais haverá diminuição do número de juízes para decidir os processos devido aos cargos administrativos que serão criado, o que atrasará mais ainda os processos em curso. Porém, Se forem criados mais 200 cargos de juízes federais, mantendo-se o números de tribunais, a matemática me informa que haverá mais juízes disponíveis para julgar, pelo que os processos terão mais agilidade. Ainda nesta lógica, se 4 tribunais regionais federais forem extintos, e se criar mais 500 cargos de juiz federal, e mais 40 câmaras regionais, haverá uma sensível melhoria no número de juízes decidindo, pelo que haverá maior agilidade nos processos. Porém, não sei porque cargas d'água alguns acreditam que criando mais tribunais (aparentemente sem aumentar o número de juízes) os processos terão mais agilidade. Será que eu faltei em alguma aula?

Uai

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

"Uai, noís quer um tribunar". É melhor aplicar o dinheiro em favor dos jurisdicionados do que mandá-lo para os paraisos fiscais o pelo ralo da corrupção. Só porque o ministro Benedito ficou com ciúmes!

legalidade

Veritas veritas (Outros)

De uma maneira geral, a criação dos Tribunais será benéfica aos jurisdicionados pois a tendência é a de desobstruir a 2.ª instância da Justiça Federal, que é altamente congestionada.
Mas este não é o ponto principal. A questão é que, bem ou mal, a Proposta de Emenda à Constituição FOI APROVADA na forma determinada pela Carta, e, assim, NÃO PODERIA NÃO SER PROMULGADA.
Tudo bem que há um forte movimento no Brasil em prol do descumprimento da lei e das decisões judiciais, mas, neste caso, o absurdo estava demais até para padrões brasileiros.

Vitória do país

Guga82 (Outro)

Uma vitória do país a criação desses novos tribunais. A descentralização é o caminho para uma gestão mais efetiva da Justiça. Além disso, é notória a sobrecarga dos TRF's na atualidade, os mais congestionados do país. No TRF da 1.ª Região, dificilmente uma apelação é julgada em menos de 2 anos. Um absurdo. Fora a dimensão de sua jurisdição. Achei pertinente a criação do TRF na região Norte, já que conta com litigios bem específicos, e com isso, poderão ser solucionados de maneira mais adequada. Só não entendi porque o Estado do Pará ficou de fora. A exceção é o TRF com sede em Curitiba, este sim desnecessário.

Grande vitória do empreguismo

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

E assim o jurisdicionado residente em Alcinópolis, Mato Grosso do Sul, que tinha que viajar por 1.093 km até a sede do Tribunal Regional Federal da 3.ª Região em São Paulo, agora terá que viajar "apenas" 1.282 km até a sede do Tribunal Regional Federal da 6.ª Região em Curitiba, o tolerar o aumento de impostos que virá para bancar os novos cargos de presidente, vice-presidente, corregedor, juiz auxiliar do auxiliar do corregedor, etc., etc. Parabéns a quem se aproveita das mamatas do serviço público brasileiro e do empreguismo público, muito embora não se saiba até quando os cidadão honestos, que trabalham, produzem riquezas, e sustentam tudo isso, vão suportar tamanha carga tributária, e tamanho descaso com a administração dos recursos.

Comentar

Comentários encerrados em 14/06/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.