Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

Ditabranda

Fernando Bsb (Advogado Autônomo - Administrativa)

E Viva a Ditadura do judiciário, na qual não precisamos mais do legislativo...
Só quero ver até onde vai essa farra.

Quando quer

Zé Machado (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Quando quer, juíz acha fundamentação para "diabo a quatro". Apenas mudou a fundamentação.

Falta de técnica

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Dever-se-ia ter mais cuidado ao ser redigir reportagens. A juíza, na verdade não "mudou de opinião". Ela avaliou a situação inicialmente, prolatando certa decisão. Depois, em outro contexto, prolatou uma decisão diferente. Isso não significa "mudar de opinião", mas sim prolatar a decisão certa levando em consideração os fatos.

cont. a capa da lex.

wilhmann (Advogado Assalariado - Criminal)

Deve o STF é juízes prolatores de decisões anacrônicas criarem disposições para que os destinatários de suas decisões se alimentem de ovários para gerarem filhos ou mudem pra china, pois lá a natalidade é penalizada, pelo comunismo. Esta emblemáticas decisões sãos o ocaso do ocidente prematuro e saturado de todos os males que já se viu.

A capa da lex.

wilhmann (Advogado Assalariado - Criminal)

O juiz como” boca da lei”, conceito emprestado empós revolução francesa, foi apenas um conto de fada que como um meteorito rasgou a ciência jurídica dos tempos. Logo cedeu campo a interpretação de que o juiz é que cabe interpretar a lex. Aquele boca da lex foi apenas um temor contra a vindita revolucionaria que logo passaria, como passou! Os juízes afoitos em seus poderes querem mesmo é serem ativistas, contra tudo e todos: são os novos monarcas das nações, autênticos desbravadores dos interesses proclamados por classe apoiadas em vendas de pasquins e uns outros rondando cargos públicos e a politicagem, cim falsas premissas e conclusões marte e saturnianas. Nota-se que a decisão do STF nem tem nem apoio constitucional, mas por ser ultima instancia somos obrigados a vergar em muitas tolices que dali promanam. Porque dali vão eles, os jubilados, para cargos públicos, premiados na administração publica, embevecidos por maiores salários. Quem concorda que os “filhos” destes homossexuais não serão discriminados futuramente, deveriam ter seus domicílios no paraíso. Mas dá-se um jeito: nova legislação punitiva, aliás, já existe! Já se vê uma nova configuração família entre os primatas e homonideos .entre raposa e homem, entre cobras e lagartos... A cultura que se adquiriu desde a era paleolítica até os temos atuais vai pelo ralo. Não me venha com estas ações afirmativas! Porque que os defensores da moralidade não impunham suas bandeiras rasgadas para combater assassinatos, estupros, latrocínios? Simples porque os criminosos não têm medo da lei, os honestos são refreados pelos beleguins de plantão.

Comentar

Comentários encerrados em 9/06/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.