Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sorriso maroto

Em nota, STF nega descortesia de Barbosa com Dilma

O Supremo Tribunal Federal divulgou nota oficial, nesta quarta-feira (24/7), negando que o presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, tenha cometido ato de descortesia com a presidente Dilma Rousseff durante a recepção ao papa Francisco, na segunda-feira (22/7), no Palácio da Guanabara, no Rio de Janeiro. Na ocasião, Barbosa cumprimentou o papa e não se manifestou ao passar pela presidente da República, que estava ao lado do religioso.

O ministro, de acordo com o texto, ficou surpreso e “repudia interpretação de que teria sido deselegante” com Dilma. Na nota, o STF afirma que, após cumprimentar o papa Francisco, o presidente do tribunal “trocou discreto sorriso com a presidente”. A nota explica que isso ocorreu porque antes da recepção, Barbosa foi encaminhado à sala privativa do Palácio da Guanabara, onde já haviam ocorrido os cumprimentos protocolares. No local estavam Dilma, o presidente do Senado Renan Calheiros, da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, e Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro.

O grupo permaneceu no local por uma hora, unindo-se depois às demais autoridades para a recepção ao papa. De acordo com a nota, o ângulo em que as imagens foram feitos deram margem “versões sobre o comportamento do ministro que não encontram amparo na realidade”. Joaquim Barbosa e Dilma Rousseff, aponta o texto, mantêm relacionamento institucional de alto nível e cita duas audiências realizadas em apenas dois meses, ambas no Palácio do Planalto. Com informações da Assessoria de Imprensa do STF.

Revista Consultor Jurídico, 24 de julho de 2013, 19h03

Comentários de leitores

7 comentários

Salvador da pátria.

Ariosvaldo Costa Homem (Defensor Público Federal)

Inacreditável que tem gente que acredita num "salvador da pátria"; quele ungido sem defeito, republicano, e que vai por tudo em ordem. Estas pessoas, com certa cultura, encontramos aqui. Imagine a grande maioria de brasileiros, sem educação e sem cultura? A grande massa dos brasileiros não sabe o que quer dizer "chafurdar na lama". Quem não se lembra que a mídia há alguns anos, não muito distante, lançou outro salvador da pátria, o que seria denominado de "Caçador de marajás? DPU aposentado.

Histórico

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Na verdade, o Ministro Joaquim Barbosa tem sido o protagonista de vários atos de claro desrespeito, como a forma que ele tratou uns juízes em uma reunião no STF, ou mesmo quando ele mandou um jornalista ir "chafurdar no lixo". Assim, como o brasileiro adora uma futrica, ficam esperando qualquer novo ato que possa indicar desrespeito.

Nunca cutuque onça com vara curta!

Observadordejuris (Defensor Público Estadual)

Parece-me que a turma do P T, simpatizantes e jornalistas aparelhados pegaram mesmo o Min. Joaquim Barbosa para "o capeta mascar". Toda marcação cerrada dessa gente é devida ao crescimento de seu nome como possível presidenciável ou, no mínimo, como participante de uma chapa oposicionista como vice. Sua popularidade cresceu em face de sua resoluta e independente atuação no caso do julgamento dos mensaleiros. Seu resultado contrariou gente importante ligada ao partido dominante. Ciente da personalidade altaneira do Ministro e do princípio que rege o bom mineiro de "não levar desaforo prá casa", certamente, o troco virá. É pagar para ver até onde essa onda vai chegar.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 01/08/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.