Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Documentos falsificados

Mulher é condenada a passar cinco natais na cadeia nos EUA

Passar três dias na cadeia por ano, sempre no período do Natal, durante os próximos cinco anos. Essa foi a decisão do juiz Michael Holbrook, de Columbus, cidade que fica em Ohio, nos Estados Unidos, ao analisar o caso de uma mulher acusada de vender documentos falsos para quase 100 imigrantes ilegais. As informações são do portal G1 e da rede de televisão CBS.

Ele condenou Betina Young, de 44 anos, a cinco anos em liberdade condicional, desde que ela passe 72 horas na cadeia a cada ano, sempre em período que inclua o dia 25 de dezembro. Caso viole as regras estabelecidas pelo juiz, ela pode ser condenada a 15 anos de prisão.

Betina se declarou culpada após ser indiciada por cobrar dos estrangeiros para falsificar registros e apontar que todos os dados dos imigrantes foram verificados. Isso tornava mais fácil a obtenção de passaportes e carteiras de motorista. Em sete anos, sua atuação teria permitido a emissão de pelo menos 95 documentos fraudulentos.

Revista Consultor Jurídico, 24 de julho de 2013, 14h57

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/08/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.