Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Visita papal

TRF-2 suspende expediente devido a evento católico

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região e a Justiça Federal do Rio de Janeiro não terão expediente nesta quinta e sexta-feira (25 e 26/7), em razão da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Com isso, os prazos processuais que venceriam nesses dias ficam prorrogados até o primeiro dia útil subsequente.

Na terça-feira (23/7), o expediente na capital fluminense seja encerrado às 17 horas. Já na próxima segunda-feira (29/7), o expediente terá início às 12 horas.

Plantão no TJ-RJ
O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro já havia anunciado que funcionará em regime de plantão especial durante a Jornada Mundial da Juventude. O evento começa na próxima terça-feira (23/7) e termina no domingo (28/7).

Os membros da comissão judiciária de articulação dos juizados especiais cíveis e criminais em eventos esportivos, culturais e grandes eventos (Cejesp) vão disponibilizar dois caminhões contêineres, que ficarão estacionados na área destinada aos órgãos públicos no local de realização da Jornada, para atendimento nos dias 27 e 28. O local fica próximo ao Campus Fidei, em Guaratiba.

No sábado (27/7), o expediente será das 11h às 3h da madrugada e, no domingo (28/7), das 9h às 17h. Juízes, serventuários e comissários da Infância e da Juventude participarão da iniciativa.

O regime de plantão da Cejesp nos aeroportos está previsto para o período entre 19 e 29 de julho, mantido por um juiz e um comissário, das 11h às 18h. O plantão judiciário da Capital será o responsável por receber as demandas decorrentes dos eventos de Copacabana. Com informações das Assessorias de Imprensa do TRF-2 e do TJ-RJ.

Revista Consultor Jurídico, 22 de julho de 2013, 18h47

Comentários de leitores

4 comentários

Feriado municipal

Joseph K. (Juiz Federal de 1ª. Instância)

Devido às restrições no transito e questões de segurança foi sancionada lei decretando feriado municipal nessas datas.

Dano ao Erário

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Alguém deveria propor uma ação popular buscando ressarcimento ao Erário. O Estado brasileiro é laico, não havendo motivo para que os servidores públicos deixem de trabalhar porque há uma manifestação religiosa em curso.

Como se já não bastassem...

milward (Advogado Autônomo)

Como se já não bastassem os poucos feriados que temos. É por isso que os concursos públicos chegam a ter milhares de candidatos por vaga, todos querem rezar. Amém.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 30/07/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.