Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

Argumentos ridículos

Caribé (Advogado Assalariado - Empresarial)

Turmas itinerantes sem custos adicionais?? Essa é muito boa, como os Desembargadores e todos os demais servidores serão deslocados para os locais das "Turmas itinerantes"? Mais: trabalharão na rua ou em algum local com mínima estrutura para tanto? Não há custos nisso???
Outra coisa: justificar uma ADI contra essa EC aprovada pelo Legislativo na falta de estrutura da AGU / Procuradoria Federal é no mínimo uma forçação de barra, né? Pra mim houve um prévio entendimento com o nosso queridíssimo Min. Joaquinzão, que já havia se manifestado contra essa EC.
A verdade é que há uma EC devidamente aprovada pelo Legislativo, a qual tramitou por mais de 10 anos e só agora há toda essa discussão a respeito?? Porque não se insurgiram enquanto a PEC tramitava no Congresso??
Vício de iniciativa?? Qual o artigo que estabelece isso?? A iniciatica do Judiciário é apenas relativa a leis, nunca quanto a PECs. Basta ler o artigo 60 da CF. O resto é BALELA ou JEITINHOS que o Sr. Joaquinzão quer dar violando o Estado Democrático de Direito.

Só faltava essa.

Sérgio Niemeyer (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Não bastassem os quase infindáveis poderes que possuem sem serem responsabilizados, agora querem também legislar, governar o país. E o que mais?
.
A criação de novos tribunais é uma decisão política, de política pública. Compete exclusivamente ao Poder Legislativo. Pessoalmente sou contra a Justiça Federal em si, mas já que a Constituição a prevê e como o Estado é o maior litigante da nação, é razoável que se criem mais tribunais, que se recrutem mais juízes, enfim, que se fomente a infraestrutura da Justiça para dar vazão a todas as demandas que afluem para ela a fim de resolver os conflitos de interesses que surgem.
.
O que não dá para engolir é essa vontade de todo mundo que tenha algum poder ficar dando pitaco na esfera de poder do Executivo ou do Legislativo.
.
Mas é bom para os parlamentares entenderem que quanto mais tentarem puxar o saco dos membros dos outros poderes, acatando todas as reivindicações deles que dependem de legislação, mais transferirão poderes para os outros poderes e esvaziarão os poderes que o próprio Legislativo possui, ou deveria possuir.
.
(a) Sérgio Niemeyer
Advogado – Mestre em Direito pela USP – sergioniemeyer@adv.oabsp.org.br

anpaf coragem

Rogerio Ambientalista (Advogado Assalariado - Ambiental)

Associação corajosa, com gente de valor, q faz o trabalho q o MP sem coragem não fez.
Não escutem as criticas. Vão em frente,. É preciso acabar com os privilégios dessa turma.

tudo está fora da ordem

Prætor (Outros)

É assombroso que uma associação de Procuradores Autárquicos resolva querer se imiscuir na organização da Justiça Brasileira.
No Brasil é assim: aqueles que mais reclamam da Justiça são os que mais batalham para amarrar sua expansão.
Estivessem os Procuradores realmente interessados na economia de dinheiro público, deveriam exercer o seu papel em orientar internamente os órgãos que representam para que diminuísse o número de atos administrativos nulos que geram montanhas de processos judiciais nos quais a União, além de ter que pagar o que já deveria ter pago, ainda tem que desembolsar juros e honorários advocatícios.

Evasão de procuradores

Lucas Freire (Procurador Federal)

A "evasão de procuradores federais" a que o articulista faz referência só tenderá a se agravar agora que a associação que supostamente representa a classe resolveu enterrar a criação dos TRFs. Imagino que os procuradores mineiros, baianos, paranaenses etc. já devem estar pensando em qual concurso prestar para retornar a suas origens, pois se foi embora o sonho de oficiar nos novos tribunais...

Comentar

Comentários encerrados em 30/07/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.