Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ajuda eletrônica

Site do TJ-RN emite certidões de interdição e tutela

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte oferece uma nova ferramenta para agilizar procedimentos de ações cíveis que envolvam questões de interdição, curatela e tutela. A partir de agora, o jurisdicionado que obtiver na Justiça a tutela, curatela ou a interdição de um parente ou pessoa próxima poderá retirar a certidão que ateste o deferimento dos pedidos no próprio site do tribunal potiguar.

Gratuita, a emissão de certidões é hoje um dos serviços mais procurados no site do TJ-RN. As certidões originárias de ações criminais e de execuções cíveis e fiscais, além das que tratam de questões de falência/judicial já estão disponibilizadas desde o primeiro semestre do ano.

"Essa iniciativa ajuda a desafogar as unidades onde se emite um número considerável de certidões. Os locais onde implantamos os serviços já somam resultados positivos e a ideia é, com o tempo, passarmos a disponibilizar as certidões de todos os tipos", destacou o diretor do Departamento de Sistemas e Projetos, Kleber Fernandes. 

A serviço é uma parceria entre o departamento do TJ-RN e a Corregedoria-Geral de Justiça. Se enquadra na Meta 10 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para o ano de 2010, que previa a realização, por meio eletrônico, de 90% das comunicações oficiais entre os órgãos do Poder Judiciário.

Como funciona
Quem quiser obter uma certidão criminal, de execuções cíveis e fiscais, falência/judicial, ou de tutela, curatela ou ainda de interdição deve acessar o site www.tjrn.jus.br e clicar nos links "consultas" e em seguida em "emissão e autenticação de certidão". É possível validar a certidão no ato de retirada do documento. Com informações da Assessoria de Imprensa do CNJ.

Revista Consultor Jurídico, 19 de julho de 2013, 19h17

Comentários de leitores

2 comentários

boa iniciativa

daniel (Outros - Administrativa)

parabéns....

...

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

E o TJ-RJ nada hein... os jurisdicionados continuam tendo que retirar absolutamente TODAS as certidões no Cartório, dando mais trabalho para os servidores, que poderiam estar se dedicando a coisas mais úteis, e dando mais dinheiro para a empresa que produz os carimbos e selos...

Comentários encerrados em 27/07/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.