Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Despesas do Judiciário

Justiça do DF é a que mais gasta por habitante

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal é o que mais gasta proporcionalmente à população local. O DF gastou R$ 595,53 por habitante em 2011. Os dados são do Justiça em Números, um balanço com os dados da Justiça no Brasil, divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). As informações são do portal R7.

O DF possuía, à época, 502 magistrados, e um gasto anual de R$ 1,5 bilhão. Esse valor ultrapassa em cerca de 8,5 vezes o que foi gasto por Alagoas, que teve despesas de R$ 69,56 por habitante no ano. Em segundo lugar vem o estado de Roraima, com gastos de R$ 251,12 por habitante.

O DF também tem a maior proporção de cargos de magistrados por habitante. São 19,2 vagas de juízes para cada 100 mil habitantes.

A cada R$ 5 gastos com as Justiças estaduais, R$ 1 vai para São Paulo
O estado de São Paulo é o que mais gastou com a Justiça estadual no país em 2011, ficando com R$ 1 a cada R$ 5 investidos em processos judiciais em todo o Brasil. 

Dos cerca de R$ 26,4 bilhões gastos em ações em 2011, R$ 5,7 bilhões foram destinados a São Paulo.

Com o maior número de habitantes, entretanto, o gasto per capita com o Tribunal de Justiça de São Paulo foi de R$ 138,05, levemente acima da média nacional, de R$ 137,16. O estado possui uma média de 6,15 magistrados a cada 100 mil habitantes.

Em segundo lugar vem o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, com um gasto total de R$ 2,9 bilhões, seguido por Minas Gerais, com R$ 2,8 bilhões, e Rio Grande do Sul, com R$ 1,8 bilhões.

Revista Consultor Jurídico, 27 de janeiro de 2013, 12h12

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/02/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.